Alvaro Puntoni: é preciso abrir mão de privilégios

Alvaro Puntoni: é preciso abrir mão de privilégios

Em entrevista ao Arquitetura para Todos, do CAU/BR, Alvaro Puntoni diz que  a sociedade distribui medo para vender segurança. Em um bate-papo com Paulo Markun, o arquiteto defende que para se ter avanço é preciso abrir mão de privilégios.

Arquiteto pela FAU-USP, Puntoni nasceu em São Paulo, em 1965. Leciona na mesma instituição onde se formou, na Escola da Cidade e na FAU-Mackenzie, além de sócio do escritório GrupoSP. Projetou a nova sede do SEBRAE em Brasília e o Anexo do Museu do Ouro em Sabará, Minas Gerais. Confira:

 

 

Temas:
00:00 Preconceito e privilégio na sociedade brasileira
02:12 A idéia do coletivo e a comunicação global
04:04 A questão da segurança no Brasil
05:58 São Paulo: uma cidade política
08:59 O papel atual dos arquitetos na sociedade


Artigos relacionados

Entrevista: Clóvis Ilgenfritz, pioneiro na Arquitetura de Habitação Social no Brasil

Clóvis Ilgenfritz da Silva é arquiteto e urbanista nascido em Ijuí, uma das mais populosas cidades da região noroeste do Rio Grande do Sul. Formado em 1965 pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Clóvis dedicou sua vida

Verticalização homogênea, por Dal Pian Arquitetos

Para o portal Arquitetura e Urbanismo Para Todos do CAU/BR, Paulo Markun entrevistou Renato e Lilian Dal Pian, sócios do escritório Dal Pian Arquitetos.

Rosa Kliass e a síndrome de Deus

Rosa Kliass paisagista, de 82 anos, nasceu em São Roque e formou-se arquiteta na FAU-USP. Ela é fundadora e ex-presidente da APAB (Associação Brasileira de Arquiteos Paisagistas) fez o projeto paisagístico do Parque da Juventude e a reforma do Vale

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta