André Corrêa do Lago é o primeiro brasileiro a integrar o júri do Pritzker

Esta é a primeira vez que um brasileiro é convidado a fazer parte da equipe de júri do Pritzker, considerado o Nobel da Arquitetura. A decisão foi anunciada no sábado, 20 de maio, durante a entrega do prêmio aos integrantes do escritório RCR Arquitectes, em Tóquio.

André Corrêa, de 57 anos, é formado em Economia pela UFRJ – diplomata de carreira desde 1983. Foi curador do pavilhão do Brasil na Bienal de Arquiteturas de Veneza, em 2014 e membro do Comitê de Arquitetura do MoMa, Museu de Arte Moderna de Nova York, entre 2005 e 2016.

O Pritzker é decidido anualmente por oito jurados – desde grandes empresários a arquitetos famosos. O premiado recebe uma medalha e US$100 mil. Dois brasileiros já receberam o mérito: Paulo Mendes da Rocha e Oscar Niemeyer.

 



Artigos relacionados

Al Jazeera: Arquitetura Rebelde

Em agosto deste ano a rede de TV Al Jazeera lançou uma série de seis reportagens chamada Arquitetura Rebelde (Rebel Architecture, tradução livre). O objetivo é mostrar alguns arquitetos que usam sua profissão como forma de resistência e questionamento.

MuBE realiza exposição em homenagem a Burle Marx

A partir do dia 15 de dezembro, a mostra intitulada “Burle Marx: arte, paisagem e botânica” é exposta no Museu Brasileiro da Escultura e Ecologia, em São Paulo. A exposição, que reúne obras inéditas e apresenta a faceta polivalente do

Candeia Jornalismo: Implicações da desativação do Minhocão – Entrevista com João Whitaker

Construído na década de 70 como ‘solução’ para o sistema viário da região, o Elevado Costa e Silva (Minhocão) está com os dias contatos como via de tráfego.

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta