André Corrêa do Lago é o primeiro brasileiro a integrar o júri do Pritzker

Esta é a primeira vez que um brasileiro é convidado a fazer parte da equipe de júri do Pritzker, considerado o Nobel da Arquitetura. A decisão foi anunciada no sábado, 20 de maio, durante a entrega do prêmio aos integrantes do escritório RCR Arquitectes, em Tóquio.

André Corrêa, de 57 anos, é formado em Economia pela UFRJ – diplomata de carreira desde 1983. Foi curador do pavilhão do Brasil na Bienal de Arquiteturas de Veneza, em 2014 e membro do Comitê de Arquitetura do MoMa, Museu de Arte Moderna de Nova York, entre 2005 e 2016.

O Pritzker é decidido anualmente por oito jurados – desde grandes empresários a arquitetos famosos. O premiado recebe uma medalha e US$100 mil. Dois brasileiros já receberam o mérito: Paulo Mendes da Rocha e Oscar Niemeyer.

 



Artigos relacionados

Biblioteca do Parque Villa Lobos concorre a melhor do mundo

A Biblioteca do Parque Villa Lobos (BVL), localizada na região oeste de São Paulo, concorre ao prêmio de melhor biblioteca pública da Federação Internacional de Associações e Instituições Bibliotecárias (IFLA). Ela está entre as cinco finalista, junto com espaços da

Prêmio Pritzker de 2018 será anunciado no começo de março

O Prêmio Pritzker de Arquitetura foi fundado em 1979 por Jay A. Pritzker e sua esposa, Cindy, com o propósito de honrar anualmente um arquiteto vivo, cujo trabalho demonstra uma combinação de qualidades como talento, visão e comprometimento, que tenham

Nota oficial do CAU/BR sobre tragédia em Brumadinho

O Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil divulgou nota a respeito do rompimento da barragem em Brumadinho, no Estado de Minas Gerais. A tragédia, que aconteceu no dia 25 de janeiro, deixou a região coberta de lama; mais de

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta