André Corrêa do Lago é o primeiro brasileiro a integrar o júri do Pritzker

Esta é a primeira vez que um brasileiro é convidado a fazer parte da equipe de júri do Pritzker, considerado o Nobel da Arquitetura. A decisão foi anunciada no sábado, 20 de maio, durante a entrega do prêmio aos integrantes do escritório RCR Arquitectes, em Tóquio.

André Corrêa, de 57 anos, é formado em Economia pela UFRJ – diplomata de carreira desde 1983. Foi curador do pavilhão do Brasil na Bienal de Arquiteturas de Veneza, em 2014 e membro do Comitê de Arquitetura do MoMa, Museu de Arte Moderna de Nova York, entre 2005 e 2016.

O Pritzker é decidido anualmente por oito jurados – desde grandes empresários a arquitetos famosos. O premiado recebe uma medalha e US$100 mil. Dois brasileiros já receberam o mérito: Paulo Mendes da Rocha e Oscar Niemeyer.

 



Artigos relacionados

Burle Marx

Roberto Burle Marx, um expoente do paisagismo no Brasil, estudou pintura em Berlim, na Alemanha, no final dos anos 1920. Ele introduz o uso de plantas nativas para composição dos jardins e cria os primeiros projetos de terraços com uma aura especificamente brasileira.

CAU/BR lança Comentários ao Código de Ética e Disciplina

Quais as obrigações do arquiteto e urbanista para com seu contratante? Como proceder em uma atividade técnica que continua o trabalho realizado por outro colega profissional? É infração oferecer e vender projetos arquitetônicos pela Internet? O CAU/BR lançou o livro

Comissão de Exercício Profissional revisa normas que tratam da prática profissional

A Comissão de Exercício Profissional (CEP) do CAU/BR fará uma revisão nas quatro principais normas que regulamentam o exercício profissional de arquitetos e urbanistas em todo o Brasil. São as Resoluções CAU/BR Nº 10 (Engenharia de Segurança do Trabalho), Nº

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta