Anunciados os vencedores da Bienal de Veneza de 2018

Anunciados os vencedores da Bienal de Veneza de 2018

As curadoras da Bienal de Veneza de 2018, Yvonne Farrell, e Shelley McNamara, da Grafton Architects, anunciaram as contribuições vencedoras para a 16ª Exposição Internacional de Arquitetura.  Entre os destaques está o português Eduardo Souto de Moura. O arquiteto venceu o Leão de Ouro como Melhor Participante da Exposição Internacional pelo complexo turístico de São Lourenço do Barrocal, a recuperação de um monte alentejano e a sua adaptação a hotel.

O Leão de Ouro dos pavilhões nacionais foi concedido à Suíça. A Grã-Bretanha levou uma menção honrosa por “Island”. O Leão de Prata ficou com Jan de Vylder, Inge Vinck e Jo Taillieu. Uma Menção Especial foi entregue aa Rahul Mehrotra, elogiado “por três projetos que abordam questões de intimidade e empatia, suavemente difundindo fronteiras sociais e hierarquias”. E outra Menção Especial foi para Andra Matin.

A 16.ª Exposição Internacional de Arquitetura da Bienal de Veneza abriu este sábado (26 de maio) ao público, na cidade italiana, com a participação de Portugal através da exposição “Public Without Rethoric”, e estará aberta a público até ao dia 25 de novembro.

 

Via Archdaily

 



Artigos relacionados

Obras de Oscar Niemeyer são tombadas como Patrimônio Cultural

No dia 7 de junho, o Ministério da Cultura decretou o tombamento de 27 obras projetadas pelo arquiteto. Entre elas está o Palácio da Alvorada, o Palácio do Planalto, o Congresso Nacional, o Museu da Arte Contemporânea em Niterói e

Câmara lança aplicativo do Novo Plano Diretor de São Paulo

Um aplicativo para o cidadão se informar sobre o Novo Plano Diretor de São Paulo

A hora da cidade por José Borzacchiello da Silva

Coluna de José Borzacchiello da Silva para O Povo Online

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta