Arquiteturas: Arcos da Lapa

Arquiteturas: Arcos da Lapa

Antes da boemia, dos bares, do samba e dos bondes de Santa Tereza, os famosos Arcos da Lapa serviam a um Rio de Janeiro bem diferente, uma cidade pequena, colonial, sem saneamento e que, portanto, precisava das águas do Rio Carioca para abastecimento público. Os Arcos são a maior obra arquitetônica do período colonial no Brasil e cartão postal da cidade. Hoje a Lapa foi revitalizada pela música de sua história boêmia e por onde passava a água agora passam os trilhos do bonde, que foi reformado.

Para conhecer melhor essa história, veja o episódio da série Arquiteturas sobre o bairro:



Artigos relacionados

Praça dos Três Poderes

A Praça dos Três Poderes foi projetada por Oscar Niemeyer e Lúcio Costa. Lá estão o Palácio do Itamaraty, o Palácio do Planalto, o Palácio da Justiça, o Supremo Tribunal Federal, o Congresso Nacional, o Panteão da Liberdade e Democracia

Restauração do Teatro Cultura Artística deve começar ainda nesse ano

O Teatro, que foi parcialmente incendiado em 2008, será reconstruído a partir do fim do ano, de acordo com a Sociedade de Cultura Artística. Fundada em 1912, a Sociedade visa promover e divulgar obras de artes plásticas e performáticas –

Uma cidade chamada Copan

Situado na avenida Ipiranga, no centro de São Paulo, o edifício Copan é um marco da arquitetura modernista e um dos símbolos da cidade. Suas linhas sinuosas carregam a marca do arquiteto Oscar Niemeyer.

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta