Arquiteturas: Galeria do Rock

Arquiteturas: Galeria do Rock

A história da Galeria de Rock se mistura com a história da cidade de São Paulo desde de sua inauguração, em 1963. De lá pra cá, ela passou por intensas transformações. Foi ícone do comércio, foi abandonada, e muitos anos depois, reocupada e se tornou o principal point do gênero rock dos dias atuais. Sua principal caraterística é a capacidade de ser uma continuação da rua, com lojas à vista e um conceito que mistura o uso de praça e centro de compras.

Para conhecer melhor essa história, veja o episódio da série Arquiteturas sobre a galeria de todas as tribos:


Artigos relacionados

Por que contratar um arquiteto?

Em carta de 1945, Vilanova Artigas explica por que um profissional pode fazer mais pelo cliente.

Aterro do Flamengo

O chamado Aterro do Flamengo, que ocupa a orla da baía de Guanabara – entre o Aeroporto Santos Dumont e a enseada de Botafogo datam da década de 1950 (o parque foi projetado entre 1954 a 1959), mas suas obras só começaram em 1961, no governo de Carlos Lacerda.

Hidroanel de São Paulo, um outro rumo para a cidade

O projeto do Hidroanel de São Paulo, previsto para 2040, pode mudar radicalmente a dinâmica da cidade e a relação dos cidadãos com os rios.

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta