Arquiteturas: Galeria do Rock

Arquiteturas: Galeria do Rock

A história da Galeria de Rock se mistura com a história da cidade de São Paulo desde de sua inauguração, em 1963. De lá pra cá, ela passou por intensas transformações. Foi ícone do comércio, foi abandonada, e muitos anos depois, reocupada e se tornou o principal point do gênero rock dos dias atuais. Sua principal caraterística é a capacidade de ser uma continuação da rua, com lojas à vista e um conceito que mistura o uso de praça e centro de compras.

Para conhecer melhor essa história, veja o episódio da série Arquiteturas sobre a galeria de todas as tribos:


Artigos relacionados

Palácio Joaquim Nabuco fecha suas portas para se tornar museu

O prédio, localizado na Rua da Aurora, na área central do Recife, sedia a Assembleia Legislativa do Estado (Alepe) há 142 anos. A proposta é transformar o espaço no Museu Legislativo do Estado. Ele será fechado a partir de terça-feira

As mulheres que venceram o Pritzker

No mês das mulheres, a revista Vogue discorre sobre a participação feminina na história do Prêmio Pritzker.     Por GIOVANNA MARADEI Embora sejam inegáveis os méritos de destacar um nome tão relevante quanto do arquiteto e professor Balkrishna Doshi,

CAU/BR lança campanha “Projeto Arquitetônico, só com arquiteto”

Campanha do CAU/BR chama atenção para o respeito à resolução 51

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta