Arquiteturas: Minhocão

Arquiteturas: Minhocão

O Minhocão foi construído como uma solução de via expressa entre a Zona Leste e Oeste antes da construção da Marginal Tietê. Sua construção foi controversa desde o início, uma via expressa imposta em um bairro residencial pelo governo no contexto da ditadura militar.

Entretanto, com o passar das décadas, alternativas de trânsito e mobilidade surgiram e, associados com o aumento das liberdades, reascendeu-se a contestação à necessidade de se manter o elevado frente aos transtornos que ele causa. Devido ao barulho, ele foi bloqueado durante à noite. Mas isso gerou uma ocupação espontânea da população nesses horários, principalmente skatistas. Bloqueado aos carros também aos domingos, a ocupação de lazer somente aumentou.

Atualmente três grupos se articulam para definir o futuro do Minhocão e duas propostas se polarizam: parque ou demolição. Fato é que o Novo Plano Diretor prevê a desativação do Minhocão para a função de via expressa.

Assista aqui no Arquitetura para Todos o episódio sobre o Minhocão, na íntegra:



Artigos relacionados

Câmara pede urgência para PL que torna crime o exercício ilegal da arquitetura

O projeto de lei 6699/2002, de autoria de José Carlos Coutinho, está parado há 15 anos.   A proposta, que torna crime contra a saúde pública o exercício ilegal das profissões de arquiteto e urbanista, agrônomo, engenheiro, médico, dentista e

Filme “EstereoEnsaios São Paulo”: um registro poético da metrópole em 3D

EstereoEnsaios São Paulo é um filme-ensaio que revive o espírito dos filmes “Sinfonia de Cidades” da era silenciosa, no contexto estereográfico digital do século XXI. O filme foi composto como sinfonia musical com o intuito de dialogar com o filme São Paulo,

UIA2020RIO: Roberto Simon

Com o tema Todos os Mundos. Um só mundo. Uo maior e mais importante de arquitetura, o Congresso Mundial da União Internacional dos Arquitetos chega a sua 27ª edição. O evento, que será realizado no Rio de Janeiro, em 2020,

Um comentário

Escreva um comentário

Escreva um comentário

Deixe uma resposta