Arquiteturas: Minhocão

Arquiteturas: Minhocão

O Minhocão foi construído como uma solução de via expressa entre a Zona Leste e Oeste antes da construção da Marginal Tietê. Sua construção foi controversa desde o início, uma via expressa imposta em um bairro residencial pelo governo no contexto da ditadura militar.

Entretanto, com o passar das décadas, alternativas de trânsito e mobilidade surgiram e, associados com o aumento das liberdades, reascendeu-se a contestação à necessidade de se manter o elevado frente aos transtornos que ele causa. Devido ao barulho, ele foi bloqueado durante à noite. Mas isso gerou uma ocupação espontânea da população nesses horários, principalmente skatistas. Bloqueado aos carros também aos domingos, a ocupação de lazer somente aumentou.

Atualmente três grupos se articulam para definir o futuro do Minhocão e duas propostas se polarizam: parque ou demolição. Fato é que o Novo Plano Diretor prevê a desativação do Minhocão para a função de via expressa.

Assista aqui no Arquitetura para Todos o episódio sobre o Minhocão, na íntegra:



Artigos relacionados

A região metropolitana de Belo Horizonte

Belo Horizonte nasceu sob o signo do planejamento e com um projeto claro. Mas ao longo do tempo, as forças da economia e do mercado superaram o que o plano original determinava. O decreto governamental de 1895 estabelecia como deveriam

Prédio tombado da IAB/SP recebe prêmio internacional

O prédio sede da IAB/SP recebeu a medalha de prata no “Domus International Award for Restoration and Preservation”

FAU-USP fica entre as 40 melhores faculdades de Arquitetura e Urbanismo do mundo

A faculdade de arquitetura e urbanismo da USP ficou na 37ª posição na lista das 100 melhores do ano de 2016

Um comentário

Escreva um comentário

Escreva um comentário

Seu e-mail nâo será publicado.
Campos obrigatórios estão marcados*