Brasil: Vencedores do concurso Expo Dubai 2020

Foi divulgado hoje, 12 de novembro, o resultado do concurso para o Pavilhão Brasileiro na EXPO 2020. O objetivo do concurso era a seleção de proposta e posterior contratação do Projeto Executivo completo (Projeto de Arquitetura, Projetos Complementares e Projeto de Expografia), serviços de Fiscalização da Obra, Consultoria e serviços correlatos para o Pavilhão do Brasil na Exposição mundial. O concurso foi promovido pela Apex Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos) e contou com a organização do Instituto de Arquitetos do Brasil Departamento do Distrito Federal – IAB/DF.

Segundo o edital do concurso, “o Pavilhão do Brasil deveria destacar a diversidade com o tema TOGETHER FOR DIVERSITY, dividido em natureza, pessoas e o amanhã (Together for Nature, Together for People e Together for Tomorrow). Esses são os pontos de partida para que os arquitetos mostrem a diversidade de fauna e flora, a multiplicidade étnica, criativa, cultural de nosso povo e ainda apresentem o Brasil como um país agregador, além de ator de relevância global nas questões internacionais relacionadas à sustentabilidade. A palavra-chave que resume o tema brasileiro é a sociobiodiversidade brasileira – e o Pavilhão do Brasil, desde a sua concepção, deve refletir essa característica tão única do país.”

Sob o tema Connecting Minds, Creating the Future, a Expo Dubai abordará a Oportunidade, a Mobilidade e a Sustentabilidade. O Pavilhão do Brasil estará nesta última parte, com foco em discussões que reafirmaram a importância da biodiversidade, da cultura da preservação do meio ambiente, da competitividade baseada na sustentabilidade e no retrato da multiculturalidade brasileira.

A Comissão Julgadora foi composta por Fernando Viegas, Maria Luiza Fragoso, Thiago Andrade, Fernando Diez e Inês Lobo, com Emilia Stenzel e Andrey Rosenthal Schlee como suplentes

 

1º lugar

Autores: José Paulo Gouvêa, Marta Moreira, Martin Benavidez, Milton Braga

Colaboradores: Emilia Darricades, Raphael Carneiro, Seizen Uehara, Tomás Quaglia Martínez, Victor Oliveira, Ana Carolina Isaía, Mateo Arjona, Malcolm Dixon, Dion Collier, Raquel Morais, Miguel Maratá, Gabriela Trevizan

Curadoria: Guilherme Wisnik e Alexandre Benoit

 

2º lugar

Autores: Fabiano José Arcadio Sobreira

Colaboradores: Filipe de Abreu Bresciani, Luana Alves, Paulo Henrique de Oliveira e Gabriela Figueiredo

Expografia: Paulo Victor Borges Ribeiro

 

3º lugar

Autores: 0e1 + Masa, Martin Pronczuk e Santiago Saettone

Colaboradores: Jeronimo Berrutti, Lucia Echavarria e Julian Martinez

Expografia: Gabriel Lima Giambastiani

Cenografia: Ana Cristina Castagna

Museografia: Mathias Pereira Sant’anna

Curadoria: Mario Guidoux Gonzaga

 

A matéria completa você confere na página do Archdaily



Artigos relacionados

Prefeitura de São Paulo engaveta projeto de Paulo Mendes da Rocha no Ibirapuera

Vencedor em 2006 do Pritzker Prize, espécie de Nobel da arquitetura, Mendes da Rocha, hoje com 89 anos, foi contratado em 2015 pela gestão Haddad para dar uma “nova cara” ao parque, com a revitalização do Pavilhão Lucas Nogueira Garcez,

Parque Urbano Internacional da Paz terá parceria do Sistema ONU no Brasil

Brasília ganhará a Praça e o Parque Urbano Internacional da Paz. A decisão foi anunciada em evento na Casa da ONU nesta segunda-feira (18), com a assinatura de um decreto pelo governador Rodrigo Rollemberg. A iniciativa é uma parceria do

CAU/SP patrocinará projetos que valorizam Arquitetura e Urbanismo

O Conselho separou uma verba que ultrapassa um milhão de reais para financiar propostas que enalteçam a função social da profissão

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta