CAU lança campanha do Dia Nacional do Arquiteto e Urbanista

O CAU comemora o Dia Nacional do Arquiteto e Urbanista 2018 com o tema “Arquitetura e Urbanismo fazem a diferença. E tornam a vida mais feliz”. A ideia é mostrar a importância do trabalho desses profissionais, visando sempre os conceitos de felicidade, autoestima, bem-estar e saúde.

O tema da campanha foi uma construção coletiva dos Conselheiros Federais e Presidentes dos CAU/UF com a coordenação da Assessoria de Comunicação Integrada do CAU/BR. Os projetos que ilustram as peças da campanha também surgiram das indicações deles, referendada pelo Conselho Diretor.

A peça central da campanha é um filme de 30 segundos que será veiculado a partir de 13 de dezembro na TV aberta. A versão extendida, de 60 segundos, escancara o impacto que a arquitetura e o urbanismo têm na rotina da população, mostrando os diversos aspectos pensados para uma melhor adaptação dos usuários àquele espaço. Espaços como o Hospital Sarah de Fortaleza, no Ceará, pensado sob o conceito de transmitir bem-estar e saúde ao seus pacientes, por exemplo.

 

Você pode acessar o vídeo da campanha por meio deste link

 

O Dia Nacional do Arquiteto e Urbanista É comemorado no dia 15 de dezembro. A Lei 13.627/2018, que coloca a data no calendário oficial brasileiro, foi sancionada pela Presidência da República no dia 16 de janeiro. Trata-se de uma importante etapa do processo de valorização profissional iniciado pelo CAU/BR e pelos CAU/UF desde sua criação, em 2011. O CAU/BR começou a funcionar justamente no dia 15 de dezembro para que a implementação do conselho coincidisse com a data de nascimento do maior arquiteto brasileiro, Oscar Niemeyer.

 

 

Fonte: CAU/BR



Artigos relacionados

Al Jazeera: Arquitetura Rebelde

Em agosto deste ano a rede de TV Al Jazeera lançou uma série de seis reportagens chamada Arquitetura Rebelde (Rebel Architecture, tradução livre). O objetivo é mostrar alguns arquitetos que usam sua profissão como forma de resistência e questionamento.

Cidades para pessoas: 5 lições de Copenhague para São Paulo

A capital da Dinamarca era muito parecida com a São Paulo dos anos 50. O que mudou?

Inaugurado o primeiro edifício brasileiro assinado por Norman Foster

São 21 andares e uma vista de arrepiar. De um lado a Baía de Guanabara, de outro o morro da Providência, o relógio da Central do Brasil, o Pão de Açúcar e o Corcovado. O Aqwa Corporate, projetado pelo arquiteto

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta