CAU/BR lança campanha “Projeto Arquitetônico, só com arquiteto”

CAU/BR lança campanha “Projeto Arquitetônico, só com arquiteto”

Parece óbvio, não? Mas não é bem assim. Muitas empresas ainda hoje realizam obras sem que o projeto seja assinado por um arquiteto. Às vezes sequer possuem projeto.

 

Projeto arquitetônico só pode ser feito por arquitetos e urbanistas, conforme a Resolução Nº 51, promulgada pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil em 2013. Para conscientizar órgãos públicos e toda a sociedade sobre a importância e a obrigatoriedade de se construir e reformar com a supervisão de profissionais especializados, o CAU/BR lançou uma campanha nacional com anúncios na internet, em revistas especializadas e com ações de mobilização social pelo país.

 

Desde junho de 2015, o CAU/BR e os CAU/UF estão notificando prefeituras de todo o país sobre a necessidade de se observar aspectos legais e regulamentares relacionados à formação, competências, habilidades e atribuições profissionais de arquitetos e urbanistas e de engenheiros civis para a submissão de projetos e trabalhos técnicos ao exame da administração pública, de forma a salvaguardar a segurança, o conforto e o direito da sociedade brasileira. Essa ação foi comunicada também em anúncios publicados em revistas especializadas em Arquitetura e Urbanismo.

 

Nesta semana começou a divulgação via internet, com publicação de anúncios no Facebook que já alcançaram mais de meio milhão de pessoas (523.148 visualizações), segundo dados de medição da ferramenta. A peça explica as diferenças na formação entre as profissões da construção civil e por que Arquitetura e Urbanismo é o único curso que capacita seus profissionais para a realizaçao do projeto arquitetônico.

 

A partir de 1º de setembro, a campanha vai se intensificar com mensagens dirigidas a toda a sociedade, em mídia impressa e portais de internet. Acompanhe as novidades em www.caubr.gov.br



Artigos relacionados

Chamas na USP por José Armênio de Brito Cruz

O incêndio na FAU não é só fruto do descaso. A tentativa de destruição de um pensamento comprometido com o progresso aflora mais uma vez.

O uso de fachadas ativas na revitalização das áreas centrais por Garibaldi Rizzo

Fachadas ativas como elemento importante para a dinamização dos espaços públicos.

China inaugura primeiro transporte público rápido e elétrico sem motorista

O primeiro “trem smart” do mundo sem trilhos e sem condutor inaugurou na China. O modelo é considerado um sistema ferroviário futurista e virou notícia no mundo inteiro. Uma mistura de ônibus, metrô e bonde é o que aparenta o

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta