Cau/SP realizará seminário sobre acessibilidade e desenho universal

Cau/SP realizará seminário sobre acessibilidade e desenho universal

“A arquitetura e o urbanismo têm como um de seus princípios a modificação benéfica do ambiente natural de foram a promover a evolução da sociedade e do próprio ser humano.”- CAU/SP.

A ideia de simplificar a vida de todas as pessoas, independente das suas necessidades singulares, já vem sendo apresentada em projetos arquitetônicos e urbanísticos há algum tempo, mas, visando a ampliação de conhecimento dos arquitetos e urbanistas, o Grupo de Trabalho de Acessibilidade do CAU/SP decidiu organizar, no mês de abril de 2016, o “1º Seminário Acessibilidade e Desenho Universal na Arquitetura e Urbanismo”.

O evento, que acontecerá por toda a manhã do dia 14, no auditório do Hotel Comfort, próximo da estação República do metrô, será composto por três mesas de debates e apresentações divididas em: Desenho Universal – Nova maneira de conceber projetos; Aspectos legislativos, ética e a prática profissional e Acessibilidade – Desafio aos projetos escritórios de arquitetura.

Mostrando formas de criar cidades mais inclusivas, além de diferenciar dois conceitos comumente confundidos – o de acessibilidade e de desenho universal-, o evento busca incentivar a evolução de projetos, sendo eles mais adequados e conscientes para sociedade que vivemos atualmente.

As inscrições para o Seminário devem ser feitas por e-mail: gt@causp.gov.br e a programação completa você pode ver aqui.

Então anota na agenda:

Dia: 14.04.2016

Horário: 8h30 ao 12h30

Local: Auditório do Hotel Comfort Rua Araújo,141 – São Paulo – próximo ao metrô República


Tags:
São Paulo

Artigos relacionados

Al Jazeera: Arquitetura Rebelde

Em agosto deste ano a rede de TV Al Jazeera lançou uma série de seis reportagens chamada Arquitetura Rebelde (Rebel Architecture, tradução livre). O objetivo é mostrar alguns arquitetos que usam sua profissão como forma de resistência e questionamento.

Especial Dia da Mulher: Elisabete França

Elisabete é arquiteta e urbanista nascida em Curitiba. Atualmente é diretora do Studio2E Ideias Urbanas e professora em cursos de graduação e especialização, em instituições como a Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP) e o núcleo de estudos USPCidades. Entre 1993 e 2000, coordenou o Programa de Saneamento Ambiental da Bacia do Guarapiranga, respondendo pela urbanização de mais de 100 favelas, entretanto, sua atuação recente mais conhecida aconteceu durante sua gestão como Superintendente da Secretaria Municipal de Habitação de São Paulo, entre 2005 e 2012.

Feliciano da Cunha: casa caiçara

Feliciano da Cunha fala da liberdade da vida do caiçara, quase equivalente à vida indígena. Explica a confecção da tradicional casa caiçara e o sistema de trabalho comunitário que define a posição das moradias. Vídeo da série Habitar/Habitat, 13 documentários

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta