China inaugura primeiro transporte público rápido e elétrico sem motorista

China inaugura primeiro transporte público rápido e elétrico sem motorista

O primeiro “trem smart” do mundo sem trilhos e sem condutor inaugurou na China. O modelo é considerado um sistema ferroviário futurista e virou notícia no mundo inteiro.

Uma mistura de ônibus, metrô e bonde é o que aparenta o design do novo transporte. Mas, em eficiência, ele é muito melhor do que os ônibus e tem a vantagem de ter um custo menor do que um sistema de veículo sobre trilhos, por exemplo, onde é exigida toda uma infraestrutura.

Com velocidade máxima de 70 quilômetros por hora, o veículo possui 32 metros de comprimento e tem capacidade de transportar até 300 passageiros em seus três vagões. Sem trilhos, os caminhos são chamados de “pistas virtuais” e o modelo possui sensores para ler as dimensões da estrada. Após 10 minutos de carga, o trem pode viajar até 25 quilômetros.

A operação começou a ser testada na cidade de Zhuzhou, na província de Hunan, que possui quase quatro milhões de habitantes. O sistema ferroviário, chamado ART (Autonomous Rail Rapid Transit), foi desenvolvido pela CRRC Corporation Limited da China, um dos maiores fabricantes de trem do mundo.

 

 

Via Ciclovivo


Artigos relacionados

Edifício Joaquim Nabuco é reaberto

A reinauguração do Edifício Joaquim Nabuco, que ocorrerá nesta terça-feira (17), às 19h, contará com diversas exposições realizadas por alunos, professores e parceiros da Universidade de São Paulo. São elas: Experimento, Encyclopædia, Papyrus Textil, Simplex Machina, Pina in Memoriam e

Prêmio Tomie Ohtake

O Prêmio de Arquitetura Instituto Tomie Ohtake AkzoNobel chega a sua quarta edição. As inscrições gratuitas devem ser feitas até o dia 30 de abril de 2017. Os participantes, brasileiros ou estrangeiros (residentes no Brasil há pelo menos dois anos),

Projeto notabiliza trabalhos pioneiros de mulheres na arquitetura

O projeto do IAWA, em parceria com a LALI, prevê uma conservação do legado feminino na arquitetura latino-americana.

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta