Destaques

Concreto armado

Concreto armado

O concreto armado foi um dos avanços técnicos mais determinantes para a arquitetura do século XX. Consiste numa espécie de armadura metálica, de ferro ou aço, que depois é preenchida com concreto, uma mistura de pedra, cimento, areia e água, que dá a sustentação que permitiu o salto de resistência e flexibilidade do material. A arquitetura modernista brasileira usou e abusou dessas duas propriedades com conceitos arquitetônicos ousados, que permitiram vãos livres, lajes, terraços, pilotis, espaços com menor área de apoio ou bases mais estreitas que andares superiores, dentre outros.

O ponto forte do concreto é sua resistência à compressão. Já a barra de ferro ou aço resiste bem à tração. O concreto armado consegue unir as vantagens desses dois materiais.

As curvas, marca comum nos projetos de Oscar Niemeyer, tornaram-se possíveis graças ao advento do concreto armado. A chamada escola paulista de arquitetura moderna, representada por Vilanova Artigas, também encontra no concreto armado as propriedades necessárias para viabilizar projetos como o prédio da FAU-USP, em São Paulo.



Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Seu e-mail nâo será publicado.
Campos obrigatórios estão marcados*