Conjunto da Pampulha é declarado Patrimônio Mundial da Humanidade

Conjunto da Pampulha é declarado Patrimônio Mundial da Humanidade

O Conjunto Arquitetônico da Pampulha se juntou, nesse mês de julho, aos outros 19 bens culturais e naturais brasileiros encontrados lista de Patrimônios Mundiais, elaborada pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO).

Um dos inúmeros projetos de Oscar Niemeyer, o conjunto foi projetado na década de 40 e é composto por quatro prédios de estilo modernista, característica presente durante a carreira do arquiteto, em torno da Lagoa da Pampulha, localizada em Belo Horizonte, Minas Gerais.

Além dos traços de Niemeyer, o projeto contou com a participação do paisagista Roberto Burle Marx, que recentemente ganhou uma exposição em Nova York, e do pintor Cândido Portinari, responsável pelo painel externo da Igreja de São Francisco de Assis.

igreja-

(Igreja de São Francisco de Assis)

Após a reunião, realizada em Istambul, na Turquia, e o recebimento do título, que só foi possível após o comprometimento do país com um novo plano de gestão, para manter o bom estado de conservação da área, houve uma série de manifestações positivas realizadas por importantes órgão ligados à arquitetura.

Para o presidente do CAU/BR, Haroldo Pinheiro, esse título vai além do reconhecimento mundial da arquitetura e engenharia nacional, “É também um exemplo para os gestores públicos sobre a importância do aproveitamento do conhecimento técnico e científico do país no desenvolvimento de nossas cidades, ao contrário infelizmente do que assistimos hoje com o desprezo pelo projeto completo em nossas obras públicas ”.

Segundo o próprio site do CAU/BR, além dele, quem também se pronunciou sobre a conquista do título foi a presidente da IAB/MG, Rose Guedes. Compartilhamos com o mundo, um registro único e mineiro,  uma obra prima, uma  obra ímpar da arquitetura, urbanismo, paisagismo  e artes plásticas. O Conjunto Moderno da Pampulha,  desde a década de 40, é para nós mineiros, de muitas gerações,  motivo de orgulho e referência de qualidade em projeto de arquitetura e urbanismo”.

(Fotos: Divulgação)



Artigos relacionados

Em passagem pelo Brasil, Sou Fujimoto inaugura última mostra do ano na Japan House

A arquitetura está por toda parte. E as linhas, ou a ausência delas, perceptíveis aos olhos mais sensíveis, são indissociáveis da vida do arquiteto Sou Fujimoto, que inaugurou nesta semana a última exposição do ano da Japan House São Paulo,

Exposição mostra vida e obra de David Liberskind

Criada a partir do acervo da família de Libeskind, a exposição mostra através de fotos a vida e obra de David Libeskind

Cau Cunha: ter um bom cliente é primeiro passo

Para o arquiteto Cau Cunha, um bom projeto começa com um bom cliente. Ele cita o projeto de Márcio Kogan, de uma casa em Paraty como exemplo de boa arquitetura. [youtube https://www.youtube.com/watch?v=KbzPYh587mo&w=832&h=h468] Relacionado

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta