Dia Mundial do Urbanismo

No dia 08 de novembro é comemorado o Dia Mundial do Urbanismo. A data serve para enaltecer a reflexão acerca do espaço urbano, suas manifestações concretas e transformações que visam melhorar a qualidade de vida da população. É a busca do equilíbrio entre o meio natural e o concreto, por meio de parques e praças verdes, a fim de promover maiores proporções de espaços livre.

A data foi escolhida pela Organización Internacional Del Día Mundial del Urbanismo, fundada em 1949, em Buenos Aires (Argentina), pelo professor Carlos Maria Della Paolera, da Universidade de Buenos Aires.

Ranking

O ranking Connected Smart Cities, da Urban Systems, elegeu São Paulo como a cidade com o melhor urbanismo do Brasil em 2018.Foram analisadas por especialistas 700 cidades em 70 indicadores de 11 principais setores: mobilidade, urbanismo, meio ambiente, energia, tecnologia e inovação, economia, educação, saúde, segurança, empreendedorismo e governança.

 

 

Curitiba foi eleita a cidade mais inteligente e conectada do Brasil, seguida por São Paulo (SP), Vitória (ES), Campinas (SP) e Florianópolis (SC). Na sexta colocação está o Rio de Janeiro (RJ), seguida por Belo Horizonte (MG), Porto Alegre (RS), Santos (SP) e Niterói (RJ) na 10ª colocação.

 

Fonte: Áreas Verdes das Cidades


Tags:
Urbanismo

Artigos relacionados

Brasília completa 30 anos como Patrimônio Cultural da Humanidade

Patrimônio Cultural da Humanidade há trinta anos, há quem diga que Brasília seja um tesouro urbanístico desde a concepção, quando ainda era um apenas um projeto de capital idealizado por Lucio Costa. Nesta semana, a cidade comemorou o título que

CAU/SP patrocinará projetos que valorizam Arquitetura e Urbanismo

O Conselho separou uma verba que ultrapassa um milhão de reais para financiar propostas que enalteçam a função social da profissão

Arquitetos brasileiros ganham menção honrosa em concurso internacional, em Nova York

Nova Iorque pode ser definida como a cidade símbolo do progresso profissional, dos sonhos, das ambições e inovações. Apesar disso, a cidade que é o oposto da monotonia, ainda lida com a existência de espaços de trabalho repetitivos e maçantes

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta