Documentário sobre Paulo Mendes da Rocha integra 41ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo

Documentário sobre Paulo Mendes da Rocha integra 41ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo

“Tudo É Projeto” discorre a vida, as obras e trajetórias de um dos arquitetos mais renomados da atualidade, Paulo Mendes da Rocha. Depois da exibição em Portugal e no Festival do Rio, no início de outubro, o documentário estreará em São Paulo na 41ª Mostra Internacional de Cinema, no dia 28 de outubro.   

A direção do longa-metragem é de Joana Mendes da Rocha, filha do arquiteto, com parceria de Patricia Rubano. O projeto foi financiado pelo Fundo setorial Audiovisual (PROVAD 06/2013) e produzido exclusivamente para o Curta! Pela Olé Produções.

Além das exposições que acontecem em são Paulo, ainda em outubro, o documentário está sendo exibido em diversos festivais europeus: Archictecture Film Festival Rotterdam (05/10), Lund International Archictecture Film Festival (07/10) e Arquiteturas Film Festival em Lisboa (14/10), Milano Design Film Festival e Istanbul International Architecture and Urban Films Festival. Na TV, “Tudo É Projeto” estreia com exclusividade no Curta! no dia 14 de novembro, às 22h.

 

 

Programação:

28/10/17 – 19:00 – (Sábado) MIS – Museu da Imagem e do Som

30/10/17 – 15:30 – (Segunda) Espaço Itaú de Cinema – Frei Caneca 6

31/10/17 – 17:00 – (Terça) Espaço Itaú de Cinema – Frei Caneca 5



Artigos relacionados

Prefeitura de São Paulo engaveta projeto de Paulo Mendes da Rocha no Ibirapuera

Vencedor em 2006 do Pritzker Prize, espécie de Nobel da arquitetura, Mendes da Rocha, hoje com 89 anos, foi contratado em 2015 pela gestão Haddad para dar uma “nova cara” ao parque, com a revitalização do Pavilhão Lucas Nogueira Garcez,

As dez obras que fazem do Rio de Janeiro a Capital da Arquitetura

A revista norte-americana de arquitetura e design “Architectural Digest” publicou uma matéria em que indica as dez construções que atribuem ao Rio de Janeiro o título de primeira Capital Mundial da Arquitetura, concedido pela Organização das Nações Unidas para a

Código de Ética e Disciplina do CAU/BR – 5.2.3

A diretriz 5.2.2 do Código de Ética e Disciplina do CAU/BR estabelece que o arquiteto só pode solicitar honorários quando oferecer serviços profissionais.

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta