Dois projetos brasileiros são finalistas do 2018 Mies Crown Hall Americas Prize

Dois projetos brasileiros são finalistas do 2018 Mies Crown Hall Americas Prize

O diretor Dirk Denison e o presidente do júri do MCHAP de 2018, Ricky Burdett, anunciaram os seis finalistas da edição de 2018 do Mies Crown Hall America Prize. Selecionados de uma lista de 31 projetos, esses projetos concorrerão ao prêmio principal que será anunciado em outubro. Os autores do prêmio vencedor receberão US$ 50.000 para financiar pesquisas e uma publicação, além de serem reconhecidos como Presidentes Honorários da MCHAP na Faculdade de Arquitetura do IIT.

Conheça os seis edifícios finalistas – entre eles estão dois projetos brasileiros, o IMS Paulista, realizado por Andrade Morettin Arquitetos Associados, e o Sesc 24 de Maio, realizado por Paulo Mendes da Rocha e MMBB Arquitetos. Todos foram concluídos entre janeiro de 2016 e dezembro de 2017. Os textos descritivos, fornecidos pelo júri do MCHAP, celebram os méritos de cada projeto.

 

  • IMS Paulista, da Andrade Morettin Arquitetos Associados em São Paulo, Brasil
  • Edificio E, University of Piura, da Barclay & Crousse Architecture, em Piura, Peru
  • SESC 24 de Maio, de Paulo Mendes da Rocha e MMBB Arquitetos, em São Paulo, Brasil
  • Museu Smithsonian de História e Cultura Afro-americana, de Freelon Adjaye Bond; Smith Group; em Washington, EUA
  • Centro Cultural Teopanzolco, de Isaac Broid + PRODUCTORA; em Cuernavaca, México
  • True North, de Edwin Chan, EC3; em Detroit, EUA

 

O Júri MCHAP 2018 inclui o Presidente do Júri Ricky Burdett CBE, Professor de Estudos Urbanos e Diretor das Cidades LSE e do Programa Urban Age (Londres), José Castillo, Diretor do Arquitectura 911sc (Cidade do México), Ron Henderson, Professor do Illinois Institute of Technology e Diretor do Mestrado em Arquitetura e Urbanismo Paisagístico (Chicago), Rodrigo Pérez de Arce, Professor da Faculdade de Arquitetura, Desenho e Estudos Urbanos, Pontifícia Universidade Católica (Santiago), e Claire Weisz, Diretora Fundadora da WXY (Nova York).

 

Texto original: Archdaily

 



Artigos relacionados

Anunciados os vencedores do concurso de restauração do Museu Paulista

A Universidade de São Paulo anunciou no dia 18 de dezembro, os  vencedores do Concurso Nacional de Arquitetura para o Restauro e Modernização do Edifício – Monumento do Museu Paulista, no Ipiranga. Anunciado no início de setembro de 2017, o

Chamas na USP por José Armênio de Brito Cruz

O incêndio na FAU não é só fruto do descaso. A tentativa de destruição de um pensamento comprometido com o progresso aflora mais uma vez.

Ruy Ohtake: “A população gosta muito dos meus trabalhos, mas os arquitetos, não”

Formado em 1960, Ruy Ohtake atua na prática arquitetônica há mais de cinco décadas, tendo trabalhado juntamente com outros grandes nomes da arquitetura brasileira, como Vilanova Artigas e Paulo Mendes da Rocha. Até meados da década de 1980, sua produção

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta