Edifícios icônicos ganham vida na mão de ilustrador

Edifícios icônicos ganham vida na mão de ilustrador

Quão louco seria ver alguns dos edifícios mais conhecidos do mundo ganhando vida e andando por ai? Pois para o ilustrador Michael William Lester isso não soou nem um pouco estranho.

Nascido em uma pequena cidade do leste da Inglaterra, o designer decidiu olhar para a arquitetura com outros olhos e fez suas convicções sobre a profissão se tornarem ainda mais reais na série “Character Building”.

“A boa arquitetura interage com o seu entorno. Isso desprende energia e gera tanta vida que o edifício vive e respira”, afirma Lester, em uma breve explicação sobre a proposta, que de forma divertida – com GIF’S – coloca as obras em uma outra perspectiva.

E entre tantas obras famosas, uma brasileira não escapou aos olhos do ilustrador!

“O aeroporto de Brasília foi atualizado com um braço a mais para a Copa do Mundo de 2014”, descreve Michael na animação do Aeroporto Internacional de Brasilia Juscelino Kubistchek (o primeiro da quinta coluna da esquerda para direita).

Para descobrir o nome dos outros edifícios ou suas descrição é só acessar o site do artista.

EDIFÍCIOS ICÔNICOS


Tags:
Brasília

Artigos relacionados

Casa Enxaimel: Dalmo Vieira Filho

O arquiteto Dalmo Vieira Filho fala sobre a casa rural do colono alemão em Santa Catarina, suas características importadas da Europa e transpostas para a realidade brasileira, as técnicas construtivas e o esforço do IPHAN na preservação dos imóveis remanescentes.

Fabrício Cavalcanti: arquiteto tem de mergulhar no assunto

Para Fabrício Cavalcanti, diretor administrativo do IAB do Ceará, o arquiteto tem que mergulhar no tema de seus projetos para fazer um bom trabalho. [youtube https://www.youtube.com/watch?v=WTQvj_jizyQ&w=832&h=h468] Relacionado

Cidades para pessoas: 5 lições de Copenhague para São Paulo

A capital da Dinamarca era muito parecida com a São Paulo dos anos 50. O que mudou?

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta