Exposição mostra vida e obra de David Liberskind

Exposição mostra vida e obra de David Liberskind

David Libeskind nasceu em Ponta Grossa, Paraná, mas em menos de um ano sua família se mudou para Belo Horizonte, Minas Gerais. Foi na capital mineira que David entrou em contato com a arquitetura, após se inscrever na Universidade Federal de Minas Gerais, em 1947. Formado, Libeskind decide se mudar para São Paulo e construir sua carreira. Entre suas obras, a mais renomada se encontra no coração da capital paulista, na Avenida Paulista, e até hoje é um grande centro comercial e residencial: o Conjunto Nacional.

Agora, a vida e obra do arquiteto será apresentada na exposição “88 anos David Libeskind”, hospedada no Conjunto Nacional. A mostra, criada a partir do acervo da família de Libeskind, foi idealizada por Marcelo Libeskinsd e Matteo Gavazzi, e teve curadoria de Milena Leonel.

A exposição é dividida entre as várias faces de David Libeskind, que além de ser arquiteto, se aventurava em outras áreas das artes, como: pinturas, desenhos, e design gráfico e de móveis, através de imagens. São aproximadamente 150 figuras, que foram digitalizadas com o intuito de preservar uma parte da arquitetura brasileira.

A exposição fica em cartaz até o dia 23 de dezembro. Para mais informações é só acessar o site do Conjunto Nacional



Artigos relacionados

Fabiana Izaga: arquiteto tem de projetar a cidade

A arquiteta e urbanista Fabiana Izaga, vice-presidente do Instituto de Arquitetos do Brasil, acha que os arquitetos tem de projetar as cidades. Ela destaca a experiência do Favela-Bairro, em que atuou Sergio Magalhães, o presidente do IAB, como exemplo a

Pesquisa Inédita: percepções da sociedade sobre Arquitetura e Urbanismo

No mês em que a ONU comemora o “outubro urbano”, o Brasil toma conhecimento de dados preocupantes em relação a obras particulares de suas cidades. Pesquisa inédita realizada pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR) e pelo Instituto

Código de Ética e Disciplina do CAU/BR – 1.1.3

A diretriz 1.1.3 do Código de Ética e Disciplina do CAU/BR estabelece a relação do arquiteto com o patrimônio arquitetônico.

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta