Exposição permite que visitante “coma” Brasília

Exposição permite que visitante “coma” Brasília

A exposição Ciclo – Criar Com o Que Temo comemora os 100 anos dos primeiros ready-made de Marcel Duchamp, artista que inovou ao promover o deslocamento de objetos comuns para o cenário de exposições de arte. A mostra acontece no Centro Cultural Banco do Brasil DF, em Brasília, com 15 artistas expositores.

Umas das peças que mais chama atenção é a “cidade comestível” do artista plástico Sung Dong. Nela é possível ao visitante comer a cidade de Brasília, construída com doces, biscoitos e várias outras guloseimas. A sessão de comilança será aberta neste sábado, às 11 horas da manhã.

Qual parte da arquitetura você vai querer?


Artigos relacionados

Paulo Mendes da Rocha

Um dos expoentes da chamada escola paulista da arquitetura contemporânea brasileira, ele havia se formado arquiteto e urbanista numa das primeiras turmas da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Presbiteriana Mackenzie, de São Paulo em 1954.

Cem anos de Bauhaus

A Escola de Bauhaus foi criada a partir da migração de artistas e ideias, se desenvolveu em constante interação com vários grupos de arquitetos, planejadores urbanos, cientistas e designers. Henry van de Velde teve um papel significante na trajetória de

Anunciado vencedor do Festival de Ideias para a Paulista

O Festival de Ideias Paulista para Todos divulgou nesta quarta-feira, 5, o vencedor entre quatro propostas concorrentes de mobiliário urbano para a Avenida Paulista. A peça eleita pelo júri foi um banco criado pelo Königsberger Vannucchi, escritório responsável pelo retrofit

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta