FAU-USP fica entre as 40 melhores faculdades de Arquitetura e Urbanismo do mundo

FAU-USP fica entre as 40 melhores faculdades de Arquitetura e Urbanismo do mundo

A Quacquarelli Symonds (QS) publicou recentemente o último ranking das melhores faculdades de arquitetura e urbanismo do mundo e o Brasil teve dois representante em meio às 100 posições.

Com a intenção de destacar as principais universidades do mundo, com base em 42 tópicos, como reputação acadêmica e impacto de pesquisa, a pesquisa ouviu aproximadamente 76 mil acadêmicos, além de 44 mil empregadores e chegou ao resultado que você pode conferir completo nesse link.

Para o Brasil, a notícia é relativamente boa, uma das faculdades mais famosas no ramo da arquitetura e urbanismo do país, a FAU-USP ficou em 37ª lugar no ranking, deixando para trás faculdades como a norte-americana Yale University e a britânica Oxford Brookes University, apesar da queda de 5 posições, o curso da USP se mantém entre as 40 melhores do mundo.

Outra universidade brasileira que teve seu nome em destaque foi a UFRJ, classificada no setor que vai de 51-100. E quem ficou em primeiro lugar? A universidade norte-americana Massachusetts Institute of Technology, recebendo nota máxima no item “reputação acadêmica”.


Tags:
FAU-USP

Artigos relacionados

Al Jazeera: Arquitetura Rebelde

Em agosto deste ano a rede de TV Al Jazeera lançou uma série de seis reportagens chamada Arquitetura Rebelde (Rebel Architecture, tradução livre). O objetivo é mostrar alguns arquitetos que usam sua profissão como forma de resistência e questionamento.

A cidade do amanhã por Luiz Fernando Janot

O que hoje está prevalecendo na maioria das sociedades é a ideologia do aqui e agora, ou seja, viver como se não existisse futuro e muito menos passado.

Renato Melhem: Arquitetura é parte da cidade

Renato Melhem, conselheiro do CAU/SP e diretor do IAB/SP acha que a arquitetura precisa lembrar sempre que é parte da cidade e cita como exemplo de bom projeto o Museu de Arte de São Paulo, de Lina Bo Bardi.

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Seu e-mail nâo será publicado.
Campos obrigatórios estão marcados*