GIFs malucos animam obras de grandes arquitetos

GIFs malucos animam obras de grandes arquitetos

O blog 1week1project publicou uma série de imagens GIFs que brincam com as formas e volumes de diversas obras de arquitetura.

 

Gire o Museu da Memória e dos Direitos Humanos, em Santiago de Chile.

 

Memory-Museum

 

Tetris com o edifício El Mirador, em Madri, Espanha.

 

El Mirador

 

Torcendo as Absolute Towers de Mississauga, no Canadá.

 

Absolute-Towers-by-MAD-photo-Tom-Arban-by-Axel-de-Stampa

 

A incrível expansão do edifício Veles e Vents, em Valência, na Espanha.

 

Americas-Cup-Building-by-David-Chipperfield-photo-unknown-gif-Axel-de-Stampa550

 

O pulsante prédio da Emerson College, em Los Angeles, Estados Unidos.

 

Emerson-College-Los-Angeles-by-Morphosis-photo-Iwan-Baan-by-Axel-de-Stampa

 

O “engavetamento” do New Art Museum, em Nova Iorque, Estados Unidos.

 

New-Museum-by-Sanaa-photo-James-Ewing-gif-Axel-de-Stampa750

 

Desdobre o Theatre Agora, em Lelystad, na Holanda.

 

Theatre-Agora-by-UNStudio-photo-Christian-Richters-gif-Axel-de-Stampa750

 

Empilhar a VitraHaus, localizada em Weil am Rhein, Alemanha.

 

VitraHaus-by-Herzog-de-Meuron-photo-Iwan-Baan-gif-Axel-de-Stampa640

 

Mover as janelas da Zollverein-School, em Essen, na Alemanha.

 

Zollverein-School-by-Sanaa-photo-unknown-by-Axel-de-Stampa

 

Os GIFs foram originalmente publicados na página do blog 1week 1project.


Artigos relacionados

Arquiteturas: Parque Sitiê

um lixão que virou parque.

Pesquisa Inédita: percepções da sociedade sobre Arquitetura e Urbanismo

No mês em que a ONU comemora o “outubro urbano”, o Brasil toma conhecimento de dados preocupantes em relação a obras particulares de suas cidades. Pesquisa inédita realizada pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR) e pelo Instituto

Oscar Niemeyer no Roda Viva

Niemeyer ficou mundialmente conhecido pela ousadia inovadora de sua arquitetura cheia de curvas. Os prédios que abrigam o Governo Federal brasileiro são apenas alguns exemplos de sua vasta produção.

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta