Governo do DF ignora veto do Iphan e mantém projeto do viaduto

Instituto afirma que proposta do Executivo fere tombamento de Brasília; Governo defende que alteração é para garantir a segurança

O governo do Distrito Federal garantiu que pretende manter o projeto de revitalização do viaduto da Galeria dos Estados, mesmo sem a aprovação do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). O órgão barrou a proposta do GDF, argumentando que ela fere o tombamento de Brasília ao alterar a arquitetura original.

Segundo o secretário da Casa Civil, Sérgio Sampaio, a expectativa é de fazer negociações com o Iphan e que um consenso seja acertado. “Nós respeitamos o instituto, porém tivemos que alterar o projeto original do viaduto para dar mais segurança para a obra”, afirmou Sampaio.

A discussão entre Iphan e governo se deu por causa na mudança em relação ao pilares que sustentavam do viaduto. O GDF afirma que teve que alargar os pilares para dar um maior reforço na sustentação. “Hoje aquele viaduto já não tem mais a usabilidade de quando ele foi concebido. O fluxo de veículos é maior. Lá passa o BRT, que é um ônibus mais pesado, e por isso, tivemos que mudar”, defendeu Sampaio.

Por outro lado, o Iphan afirma que a modificação fere o projeto arquitetônico da capital e que isso iria interferir no tombamento de Brasília. “Não estamos em embate com o Iphan, mas queremos esclarecer que o lado da segurança deve ser prioridade”, explicou o secretário.

De acordo com Sérgio Sampaio, a expectativa é de que as negociações com o Iphan possam ser concluídas ainda nesta semana. Uma nova reunião está marcada hoje. A estimativa, de acordo com o GDF, é de que, a partir da licitação, a reconstrução do viaduto fique pronta no prazo de 4 a 5 meses. No entanto, Sampaio ponderou que, caso as negociações não avancem, a obra deve atrasar.

 

Via Destak Jornal



Artigos relacionados

Morre arquiteto e urbanista Paulo Casé, aos 87 anos

Paulo Casé faleceu na segunda-feira, 27 de agosto. Há cerca de um mês, o arquiteto e urbanista estava internado, após sofrer um AVC. Casé deixa quatro filhos, cinco netos e esposa. O velório será amanhã, a partir de 12h, no

22 de Setembro: Dia Mundial Sem Carro

O Dia Mundial Sem Carro é uma iniciativa criada para, além de melhorar o trânsito nas cidades, conscientizar a população quanto ao uso excessivo do automóvel particular. A dependência se torna cada vez maior. Prático, cômodo e eficiente – adjetivos

Vila Itororó Canteiro Aberto

Localizada entre os bairros da Liberdade e da Bela Vista, na região central de São Paulo, a Vila Itororó reside; resiste. Idealizada por Francisco de Castro, ela possui mais de dez edificações construídas ao longo do século XX para fins

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta