Gustavo Penna: o modernismo se desgastou

Gustavo Penna: o modernismo se desgastou

Gustavo Penna explica a Paulo Markun por que considera a arquitetura modernista dos anos 60 um estilo importante, porém já desgastado.

Penna faz parte do movimento pós-modernista na Arquitetura, que surgiu como uma antítese de seu predecessor, o modernismo, que caracterizou a arquitetura brasileira a partir dos anos 30. Um dos mais importantes arquitetos mineiros dessa geração, foi muito influenciado por Vilanova Artigas, ainda que este não tivesse rompido com o modernismo.

Confira:



Artigos relacionados

Índio da Costa: quando entra má arquitetura o projeto encarece

Para o arquiteto Índio da Costa, houve nos anos 50 um terreno fértil para a arquitetura no sentido de que o tempo técnico para o planejamento do projeto era respeitado. Hoje em dia isso não acontece.

A luz e a arquitetura de Décio Tozzi

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=QggRt0LeUwM&w=832&h=h468] Em toda sua carreira, o arquiteto Décio Tozzi pesquisa o papel da luz na Arquitetura. Tozzi acha que Arquitetura é luz e sombra, também. E explica o que buscou no orquidário Ruth Cardoso. Entrevista a Paulo Markun, para o

Rosa Kliass e a síndrome de Deus

Rosa Kliass paisagista, de 82 anos, nasceu em São Roque e formou-se arquiteta na FAU-USP. Ela é fundadora e ex-presidente da APAB (Associação Brasileira de Arquiteos Paisagistas) fez o projeto paisagístico do Parque da Juventude e a reforma do Vale

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta