Hospital Sarah Kubitschek

Hospital Sarah Kubitschek

O Hospital do Aparelho Locomotor Sarah Kubitschek de Salvador faz parte da Rede SARAH de Hospitais de Reabilitação, cujo objetivo central é construir hospitais públicos de qualidade dedicados à pesquisa e à recuperação de pacientes da área do aparelho locomotor em todo o país. Idealizados pelo médico Aloysio Campos da Paz com a colaboração decisiva do arquiteto João Filgueiras Lima (Lelé), esses hospitais se destacam pela perfeita integração entre a concepção arquitetônica e as necessidades médicas e terapêuticas, desenvolvidas com o intuito de tornar mais agradáveis e humanos os ambientes hospitalares e assim contribuir para o bem estar e a recuperação dos pacientes.

Concebido com espaços generosos, coloridos, integrados a amplos jardins e iluminados e ventilados naturalmente, o Hospital Sarah de Salvador se destaca por ter sido o embrião do Centro Tecnológico da Rede Sarah (CTRS). Valendo-se das experiências realizadas desde a construção de Brasília na área da pré-fabricação, Lelé idealiza as oficinas de metalurgia, marcenaria, argamassa armada e plásticos que compõe o centro e se dedicam à manutenção e ao desenvolvimento de elementos para a construção dos hospitais da rede, para criação de novos equipamentos hospitalares e para execução de equipamentos convencionais sempre que for constatada vantagem econômica e de qualidade em relação às alternativas oferecidas pelo mercado.

A experiência em Salvador frutifica com a ampliação da rede para Fortaleza, São Luis do Maranhão, Belo Horizonte, Brasília, Macapá, Belém e Rio de Janeiro, revelando a capacidade do arquiteto em criar espaços belos, eficientes e de qualidade e em desenvolver um sistema de pré-fabricação econômico e perfeitamente adaptado às condições materiais e técnicas do país.



Artigos relacionados

Prédio tombado da IAB/SP recebe prêmio internacional

O prédio sede da IAB/SP recebeu a medalha de prata no “Domus International Award for Restoration and Preservation”

Conjunto Nacional

O  arquiteto David Libeskind, recentemente falecido, explicou o projeto do Conjunto Nacional, até hoje um exemplo de boa arquitetura. “Para a realização do Conjunto Nacional, José Tjurs contratou alguns arquitetos para apresentar ideias sobre o projeto e eu também fui

Plano Piloto de Brasília

A nova capital foi projetada com um modelo urbanístico inovador. Seu plano piloto adota os preceitos da famosa Carta de Atenas, de 1933. O documento redigido pelo arquiteto franco-suíço Le Corbusier propunha um zoneamento seletivo, com uma divisão de áreas segundo quatro funções: habitar, trabalhar, circular e recrear.

3 comentários

Escreva um comentário
  1. Wilson
    Wilson 10 setembro, 2014, 21:36

    Olá à quem possa me ajudar !
    Sou de Campinas-SP e gostaria muito de saber como posso entrar em contato com vc´s,se possível por telefone.
    Peço a gentileza se possível, de me passarem o numero.
    Agradeço desde já !
    Wilson.

    Responda este comentário
  2. Maria Isabel do Nascimento Silva
    Maria Isabel do Nascimento Silva 26 setembro, 2014, 09:49

    sou de São vicente Férrer Sou agente comunitária de saúde, preciso de um tratamento estou com problema na coluna e na perna esquerda estou tendo dificuldade de andar ,pois cada dia que passa as dores aumentas . tenho exames em mão comprovando o problema . preciso de ajuda .

    tenho exames em mão da ressonância magnética.

    Responda este comentário

Escreva um comentário

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: