IAB quer criar fundo permanente de manutenção

Em resposta ao incêndio que destruiu o Museu Nacional do Rio de Janeiro, o Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB) divulgou nota oficial sugerindo a criação de um fundo permanente que garanta a manutenção dos museus nacionais e a preservação do nosso patrimônio cultural, a ser gerido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM).

“Apesar da existência, há 81 anos, de instituições e leis voltadas à preservação do patrimônio cultural nacional, a efetiva salvaguarda dos nossos bens culturais esteve sempre limitada pelos reduzidos recursos humanos e econômicos destinados a essas ações. O Museu Nacional, por exemplo, não dispunha das instalações necessárias para prevenir e combater incêndios”, diz a nota.

O IAB lembra ainda que no mês passado promoveu um “abraço ao patrimônio”, que envolveu centenas de pessoas em 27 localidades de 13 Estados em ações de valorização dos prédios históricos em todo o país.

 

 

 

Via Cau/BR



Artigos relacionados

Patrimônio Histórico: Nota do CAU/BR sobre o incêndio no Museu Nacional, no RJ

A destruição o Museu Nacional da Quinta da Boa Vista, no Rio de Janeiro, não pode passar em branco. Essa tragédia deve servir como um grito de basta contra o abandono, negligência e destruição da memória nacional. A realidade, lamentavelmente,

Entrevista: Clóvis Ilgenfritz, pioneiro na Arquitetura de Habitação Social no Brasil

Clóvis Ilgenfritz da Silva é arquiteto e urbanista nascido em Ijuí, uma das mais populosas cidades da região noroeste do Rio Grande do Sul. Formado em 1965 pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Clóvis dedicou sua vida

Reformas no Pacaembu serão entregues à iniciativa privada

Patrimônio histórico tombado há mais de 20 anos, o Pacaembu deverá ser entregue à iniciativa privada no ano que vem. A empresa que se tornar responsável pelo estádio, durante os próximos 35 anos, deverá, contudo, seguir uma série de procedimentos

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta