Jaime Lerner é eleito 2º urbanista mais influente da história

Jaime Lerner é eleito 2º urbanista mais influente da história

Jaime Lerner foi eleito pela revista Planetizen o segundo urbanista mais importante do mundo. O curitibano é o único brasileiro a figurar na lista dos 100 urbanistas mais influentes de todos os tempos elaborada pela publicação dos EUA. Hoje com 80 anos, Lerner foi prefeito de Curitiba por três mandatos e governador do Paraná por oito anos. Ele ficou conhecido pela criação do sistema de corredores exclusivos para BRT e o fechamento da Rua XV de Novembro para carros. O arquiteto e urbanista foi ainda presidente da União Internacional dos Arquitetos (UIA). Em 2010, foi escolhido pela revista “Time” como um dos 25 pensadores mais inovadores do mundo.

 O profissional fez a palestra magna de abertura da II Conferência Nacional de Arquitetura e Urbanismo, realizada em 2017 no Rio de Janeiro (RJ). Clique aqui para assistir à íntegra.

O primeiro lugar ficou com a estadunidense naturalizada canadense Jane Jacobs. O trabalho mais famoso da urbanista é o livro “Morte e vida das grandes cidades”, que mudou a forma como se estudava a dinâmica urbana e a crescente modernista nas cidades na década de 1960.

No ranking elaborado pela revista, Lerner figura à frente de grandes nomes da Arquitetura e do Urbanismo mundial, como Frank Loyd (8º), Le Corbusier (9º) e Vitruvius (55º). Acesse aqui a lista completa.

 

Via CAU BR.


Artigos relacionados

São Paulo deve ganhar roda gigante feita por arquitetos da London Eye

A proposta é que a roda gigante paulista tenha cerca de 150 metros de altura e conte com 32 cabines – cada uma com capacidade para 32 pessoas. De acordo com informações publicadas na Coluna da jornalista Mônica Bergamo, o

Código de Ética e Disciplina do CAU/BR – 5.2.2

A diretriz 5.2.2 do Código de Ética e Disciplina do CAU/BR proíbe o arquiteto de praticar a chamada reserva técnica.

Ocupação: Paulo Mendes da Rocha

O Arquiteto Paulo Mendes da Rocha é o 41º homenageado do programa Ocupação, cuja proposta é que a arquitetura sirva como narrativa das experiências que os espaços podem nos permitir. As obras do arquiteto estão expostas no Itaú Cultural, em

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta