Le Corbusier

Le Corbusier

Charles Edouard Jeanneret-Gris foi um arquiteto e pintor franco-suiço que se tornou uma das figuras mais importantes da arquitetura no século XX. Adotou o pseudônimo profissional “Le Corbusier” por causa do sobrenome de sua avó materna. Teve grande influência para a formação da geração modernista de arquitetos brasileiros.

Le Corbusier desenvolveu extensa atividade acadêmica e teórica e publicou muitos artigos sobre seus estudos arquitetônicos. Admirador da arquitetura da Grécia Antiga, estudou os usos da razão áurea e da sequência de Fibonacci.

Veio para o Brasil a convite de Lúcio Costa em 1936, para prestar consultoria no projeto do Palácio Gustavo Capanema. Suas ideias tiveram muita sobre a equipe, que além de Lúcio Costa, tinha nomes como Oscar Niemeyer e Roberto Burle Marx. Ainda associado com Oscar Niemeyer, em 1949, Le Corbusier é escolhido como responsável pelo projeto da sede das Nações Unidas, em Nova Iorque.

Como urbanista, propôs um novo arranjo urbano que se adequasse à vida moderna. É dele a ideia de criação de bairros-jardim, para as classes mais ricas.

Como arquiteto, propôs a utilização de novos materiais, como o concreto armado.

Le Corbusier morreu em 1978. Foi enterrado no túmulo que projetou para si mesmo.

 



Artigos relacionados

Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP

O prédio da FAU-USP é um exemplar único da materialização de um conceito de escola como um lugar onde todos se reúnem para aprender, ensinar e aprender a ensinar. Isso é ressaltado pelo fato da escola não ter portas, sob

MMM Roberto

Um dos escritórios de maior e mais relevante produção na fase áurea da arquitetura moderna era dos irmãos Marcelo Roberto (1908-1964) e Mílton Roberto (1914-1953), que se associaram em 1935 para desenvolver o projeto vencedor da nova sede da Associação

Plano Agache

O primeiro governante a dotar o então Distrito Federal de um plano diretor foi um paulista: Antônio Prado Júnior, que comandou o Rio de Janeiro de 16 de novembro de 1926 e 24 de outubro de 1930/ Além de abrir

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Seu e-mail nâo será publicado.
Campos obrigatórios estão marcados*