A fase áurea da arquitetura, por Luciano Margotto

A fase áurea da arquitetura, por Luciano Margotto


Para o portal Arquitetura e Urbanismo Para Todos do CAU/BR, Paulo Markun entrevistou o arquiteto Luciano Margotto, professor da Escola da Cidade e sócio do escritório República Arquitetos.

Para ele, a arquitetura em sua época áurea, era elitizada. Houve um aumento do número de arquitetos, mas é preciso voltar a usar as cidades, como naquela época. Temas:

00:05 Anos 50 momento de auge da arquitetura brasileira, atualmente perdeu um pouco a relevância. Como é possível reverter isso?
02:25 Como se resolve a questão da escala?
04:04 Verticalização
06:00 O que o arquiteto pode aprender com o usuário da obra ou com o cliente?
07:20 Você é otimista em relação ao papel que a arquitetura?


Artigos relacionados

O que é um bom projeto para Roberto Moita

O arquiteto Roberto Moita explica a essência da arquitetura e comenta a perda da significância da arquitetura como bem cultural após a era de ouro do modernismo.

Sylvio de Podestá: não houve anos dourados

Para o portal Arquitetura e Urbanismo Para Todos do CAU/BR, Paulo Markun entrevistou a arquiteto Sylvio de Podestá, um crítico da arquitetura modernista que teve seu apogeu nos anos 50 do século passado.

Índio da Costa: as dificuldades da legislação induzem à mediocridade

Índio da Costa dá um exemplo de sua experiência sobre como um arquiteto pode aprender com seu cliente. Em caso de casas residenciais, o arquiteto funciona como um moderador de expectativas e buscador de soluções para essas ambições.

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta