MASP celebra 50 anos com série de palestras gratuitas

Um dos edifícios mais conhecidos da Avenida Paulista, construído pela arquiteta Lina Bo Bardi, celebra os 50 anos com série de palestras gratuitas.O Conselho de Arquitetura e Urbanismo de São Paulo, em parceria com  a empresa Goodyear Brasil, promovem o seminário O MASP de Lina: 50 anos do edifício na Avenida Paulista .

O evento, que consiste em uma série de palestras de arquitetos, historiadores e curadores nacionais e estrangeiros, acontecerá no dia 05 de novembro. O objetivo dos profissionais é explorar o caráter coletivo e a fruição pública que definem a arquitetura do MASP, expressando o posicionamento de Lina diante de questões socioculturais e o papel da arquitetura nesse debate.

O Museu de Arte de São Paulo, fundado em 1947 pelo empresário Assis Chateaubriand (1892-1965), foi dirigido pelo marechal italiano Pietro Maria Bardi (1900-1999) e teve o projeto arquitetônico e expográfico desenvolvido por Lina Bo Bardi. Primeiramente instalado na rua 7 de Abril, no centro da cidade, em 1968 o museu foi transferido para a atual sede na Avenida Paulista.

 

PROGRAMAÇÃO

 

10h

Introdução

 

10h10-12h

Marina Grinover | O projeto do MASP: tradução de um ideário de arquitetura e de cidade

Eduardo Rosetti | MASP: o Museu na trajetória de Lina Bo Bardi

Zeuler R. Lima | Reinventando o vazio

Silvio Oksman | Um olhar contemporâneo para o edifício do MASP

 

12h15-13h15

Conversa com Lucia Guanaes, Luiza Baldan e Nair Benedicto

 

14h30-16h

Conversa com Marcelo Ferraz, Marcelo Suzuki e Roberto Rochlitz

 

16h30-18h30

Guilherme Wisnik | Museus sem aura

Barry Bergdoll | O museu na cidade: de templo a catalisador

Olivia de Oliveira | MASP 1968

 

INSCRIÇÕES

Os ingressos podem ser retirados duas horas antes do início do seminário, na bilheteria do museu. Para receber o certificado, é necessário o cadastro de e-mail, nome completo e a apresentação de um documento oficial no dia do evento. O certificado será enviado posteriormente para o e-mail cadastrado.

 

Fonte/Foto: Archdaily e MASP.

 



Artigos relacionados

Arquitetos brasileiros ganham menção honrosa em concurso internacional, em Nova York

Nova Iorque pode ser definida como a cidade símbolo do progresso profissional, dos sonhos, das ambições e inovações. Apesar disso, a cidade que é o oposto da monotonia, ainda lida com a existência de espaços de trabalho repetitivos e maçantes

Estudantes brasileiros vencem Prêmio global da Schindler

A premiação, que aconteceu no dia 25 de abril, no Monte Líbano, em São Paulo, teve como tema soluções de arquitetura e design urbano para a área do Ceagesp, de 700 mil metros quadrados. A equipe vencedora, que recebeu um

Chamas na USP por José Armênio de Brito Cruz

O incêndio na FAU não é só fruto do descaso. A tentativa de destruição de um pensamento comprometido com o progresso aflora mais uma vez.

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta