Novo diretor do Museu da Cidade quer unificar projetos de memória

Novo diretor do Museu da Cidade quer unificar projetos de memória

Em entrevista à Folha de S.Paulo, Marcos Cartum confirmou ter aceitado o convite de Alê Youssef, atual secretário de Cultura, para assumir a diretoria do Museu, que é um dos principais órgãos da Secretaria Municipal de Cultura, responsável pela administração de uma rede de casas históricas construídas entre os séculos XVII e XX.

O plano do novo diretor é dar mais unidade curatorial aos equipamentos culturais que o Museu da Cidade reúne, entre eles a Oca e o Pavilhão das Culturas, o Beco do Pinto, a Casa Bandeirante, a Casa Sertanista e Solar da Marquesa de Santos. A ideia é priorizar projetos dedicados à memória da cidade de São Paulo.

 

Marcos Cartum

Formado arquiteto e urbanista pela FAU, da Universidade de São Paulo, em 2005, Cartum foi convidado pelo secretário municipal da Cultura na época, Carlos Augusto Calil, a pensar – junto com o escritório Brasil Arquitetura – um anexo ao Teatro Municipal. Surgia ali um projeto batizado de Praça das Artes, no centro de São Paulo.

Ele também trabalhou no Plano Diretor do Parque Ibirapuera e colaborou na construção do Auditório projetado por Oscar Niemeyer. Tem ainda no currículo o projeto de restauro do Planetário e da Escola de Astro Física e participação do projeto de instalação do Museu Afro Brasil.

Fonte: Folha de S.Paulo; Catraca Livre.



Artigos relacionados

Novo site reúne obras de mulheres pioneiras na arquitetura

A Beverly Willis Architecture Foundation lançou um novo site chamado “Pioneering Women of American Architecture“. O site procura promover e documentar mulheres importantes para a história da arquitetura, sendo o resultado de numerosas entrevistas, pesquisas e documentação fotográfica. Desde 2012,

O papel do CAU

O Conselho de Arquitetura e Urbanismo, CAU/BR, lança série de vídeos mostrando qual a missão e a função dos Conselhos de Arquitetura e Urbanismo. Em um dos episódio, eles mostram como foi a luta dos arquitetos e urbanistas pela criação

Patrimônio Histórico: Nota do CAU/BR sobre o incêndio no Museu Nacional, no RJ

A destruição o Museu Nacional da Quinta da Boa Vista, no Rio de Janeiro, não pode passar em branco. Essa tragédia deve servir como um grito de basta contra o abandono, negligência e destruição da memória nacional. A realidade, lamentavelmente,

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta