Obras de Niemeyer e Eero Saarinen recebem fundo internacional da Getty Foundation para preservação

Obras de Niemeyer e Eero Saarinen recebem fundo internacional da Getty Foundation para preservação

Como parte de sua iniciativa Keeping It Modern, a Getty Foundation anunciou o investimento de US$ 1,7 milhão em um fundo de conservação que será repassado a onze edifícios icônicos do século XX. Incluindo projetos de abrangência local e internacional, como o Gateway Arch de Eero Saarine, em St. Louis, e a Feira Internacional Rashid Karami de Oscar Niemeyer, no Líbano, a organização já apoiou 54 projetos de conservação desde 2014.

Um edifício de particular importância entre os trabalhos selecionados é o da Escola Nacional de Arte de Havana, um dos primeiros grandes projetos culturais a ser construído após a revolução cubana de 1959, fechado há décadas. O subsídio permitirá um estudo detalhado do local, juntamente com oportunidades de treinamento para profissionais de conservação cubanos.

Além disso, os subsídios concedidos para a Feira de Niemeyer permitem que consultores locais e internacionais desenvolvam estratégias para a reutilização adaptativa do complexo modernista. Devastado pela guerra civil do Líbano e assolado por décadas de negligência, o projeto, composto por pavilhões de exposições, teatros, museus e residências, nunca foi totalmente concluído. Através do financiamento, este e o projeto em Havana poderiam ser recuperados como centros culturais contemporâneos.

As bolsas não focam apenas na análise de trabalho de campo, mas também em pesquisas sobre materiais e técnicas para solucionar ou mitigar o desgaste das estruturas. O revestimento de aço inoxidável no Gateway Arch de Eero Saarinen tem propensão a ficar sujo; tal depreciação pode ser evitada por protocolos de preservação de especialistas em conservação. Da mesma forma, o Instituto Salk de Estudos Biológicos projetado por Louis Kahn, recebeu sua segunda concessão para a conservação de sua estrutura em concreto.

“Sempre acreditamos que, para a conservação do patrimônio cultural, é crucial entender primeiro todas as questões antes de qualquer trabalho, e a arquitetura do século XX não é diferente”, disse Antoine Wilmering, diretor sênior do programa da Fundação Getty. “Após cinco anos de financiamento, os resultados do projeto estão começando a ter um impacto coletivo, à medida que mais e mais administradores adotam um planejamento abrangente como a base para a preservação responsável dos edifícios modernos.”

Com o objetivo de orientar o uso sustentável e energeticamente eficiente dos edifícios modernos, abordando os benefícios dos planos de conservação e engajando comunidades para apoiar edifícios modernos, a iniciativa Keeping It Modern continua a orquestrar a manutenção e a preservação do patrimônio arquitetônico moderno.

A lista completa dos edifícios contemplados pelo programa deste ano inclui:

  1. Escola Nacional de Arte de Havana, Cuba (arquitetos: Ricardo Porro, Vittorio Garatti e Roberto Gottardi)
  2. Feira Internacional de Rashid Karami, Trípoli, Líbano(arquiteto: Oscar Niemeyer)
  3. Gateway Arch, St. Louis, EUA (arquiteto: Eero Saarinen)
  4. Museu de História da Bósnia e Herzegovina, Sarajevo (arquitetos: Boris Magaš, Edo Šmidihen, e Radovan Horvat)
  5. Chess Palace and Alpine Club, Tbilisi, Geórgia (arquiteto: Vladimir Aleksi-Meskhishvili e Germane Gudushauri)
  6. Instituto Salk, La Jolla, EUA (arquiteto: Louis Kahn)
  7. St. Brendan’s Community School, Birr, Irlanda (arquitetos: Peter and Mary Doyle)
  8. Auditório da Technische Universiteit Delft, Países Baixos (arquitetos: Johannes van den Broek e Jaap Bakema)
  9. School of Mathematics at the Università degli Studi di Roma, Roma, Itália (arquiteto: Gio Ponti)
  10. Collegi Universitari at the Università degli Studi di Urbino Carlo Bo, Urbino, Itália (arquiteto: Giancarlo De Carlo)
  11. Engineering Building at the University of Leicester, Inglaterra (arquitetos: James Stirling e James Gowan)

 

Mais informações sobre os subsídios da Fundação Getty, aqui.

 

Foto: International Fairgrounds of Tripoli

Via: Archdaily



Artigos relacionados

SP: O Plano Diretor e as caminhadas urbanas. Vai ficar melhor andar a pé pela cidade? por Mauro Calliari

A primeira boa notícia é que a “ampliação e requalificação dos espaços públicos” é um dos 17 objetivos estratégicos para a cidade.

Reformas no Pacaembu serão entregues à iniciativa privada

Patrimônio histórico tombado há mais de 20 anos, o Pacaembu deverá ser entregue à iniciativa privada no ano que vem. A empresa que se tornar responsável pelo estádio, durante os próximos 35 anos, deverá, contudo, seguir uma série de procedimentos

Museu de Arte Moderna disponibiliza para download “Brazil Builds”

Em 13 de janeiro de 1943, cidadãos de Nova Iorque – e, de modo geral, arquitetos de todo o mundo – puderam conhecer a arquitetura brasileira. Brazil builds : architecture new and old, 1652-1942 foi a exposição realizada pelo MoMA

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta