Pé direito

Pé direito

O pé direito, em linguagem de arquiteto e construtor, corresponde à distância entre o piso e o teto.

Em São Paulo, por exemplo, prédios mais antigos tem facilmente mais de três metros de pé direito, é o caso do edifício Copan. Já residências mais atuais possuem um pé direito baixo. Essa escolha passou a ser aplicada para que os novos prédios pudessem ter mais andares, otimizando o uso do espaço e dos materiais.

O pé direito de uma construção tem impacto na ventilação interna e na temperatura do ambiente. Pés direitos muito baixos podem dar uma sensação de aprisionamento, podendo até ser angustiantes. Já os muito altos potencializam a escala interna da edificação. Mas evidentemente, um bom projeto de arquitetura leva tais aspectos em consideração.



Artigos relacionados

Varanda

A varanda é um espaço externo protegido com uma cobertura de telha ou laje. Pode ser coberta, ou parcialmente coberta. Em climas tropicais, é bastante comum a existência de varandas nas residências, por vezes até em todo o perímetro da

Acabamento

A fase de acabamento numa obra residencial é uma das mais caras, dependendo da escolha dos materiais utilizados. A oferta de materiais de acabamento é crescente e um bom projeto pode significar uma grande economia nesse aspecto.

Urbanismo

Cada cidade é única. Mas toda cidade é uma promessa de um estilo de vida, para quem vive nela. O campo de estudo dedicado a entender o impacto social que nossas intervenções causam no ambiente da cidade, para torná-la melhor e mais eficiente é o urbanismo.

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta