O pórtico na praça do Patriarca

O pórtico na praça do Patriarca

No centro de uma das praças mais antigas de São Paulo – a do Patriarca, que começou a ser construída em 1912 e cujo nome relembra  José Bonifácio de Andrada e Silva, uma iniciativa da Associação Viva o Centro levou à implantação de um pórtico desenhado pelo arquiteto Paulo Mendes da Rocha. A cobertura é um átrio metálico com 40 metros de vão, marcando os limites entre o centro velho e o novo, de dentro para fora da galeria Prestes Maia.

O pórtico marcou a reurbanização da praça, que fora ocupada pelo trânsito e havia se transformado num terminal de ônibus. Um lugar onde as pessoas já não paravam mais e que ganhou novas funções, recuperando seu sentido na cidade.



Artigos relacionados

A soma será melhor por Sérgio Magalhães

A nova cidade precisará se somar à cidade existente ficando onde está. Ao invés de dispersar as construções, concentrar e manter a população.

Casa Sustentável: Angelo Dario

Desde 2008, o engenheiro agrônomo Angelo Dario mora e trabalha em uma ecovila. Sua casa foi construída com terra ensacada, uma técnica iraniana. A união das paredes segue técnica ancestral mexicana de encaixe que dispensa colunas. O acabamento das áreas úmidas utilizou o Tadelakt marroquino.

Conjunto Nacional

O  arquiteto David Libeskind, recentemente falecido, explicou o projeto do Conjunto Nacional, até hoje um exemplo de boa arquitetura. “Para a realização do Conjunto Nacional, José Tjurs contratou alguns arquitetos para apresentar ideias sobre o projeto e eu também fui

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta