O pórtico na praça do Patriarca

O pórtico na praça do Patriarca

No centro de uma das praças mais antigas de São Paulo – a do Patriarca, que começou a ser construída em 1912 e cujo nome relembra  José Bonifácio de Andrada e Silva, uma iniciativa da Associação Viva o Centro levou à implantação de um pórtico desenhado pelo arquiteto Paulo Mendes da Rocha. A cobertura é um átrio metálico com 40 metros de vão, marcando os limites entre o centro velho e o novo, de dentro para fora da galeria Prestes Maia.

O pórtico marcou a reurbanização da praça, que fora ocupada pelo trânsito e havia se transformado num terminal de ônibus. Um lugar onde as pessoas já não paravam mais e que ganhou novas funções, recuperando seu sentido na cidade.



Artigos relacionados

Construções exemplares

A discussão pode ser interminável – por sua carga de subjetividade: o que faz um bom projeto de arquitetura? Quais seriam os melhores exemplos de edificações, do ponto de vista arquitetônico. Para estimular o debate, o Portal Arquitetura e Urbanismo

Uma cidade chamada Copan

Situado na avenida Ipiranga, no centro de São Paulo, o edifício Copan é um marco da arquitetura modernista e um dos símbolos da cidade. Suas linhas sinuosas carregam a marca do arquiteto Oscar Niemeyer.

Cidades para pessoas: 5 lições de Copenhague para São Paulo

A capital da Dinamarca era muito parecida com a São Paulo dos anos 50. O que mudou?

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta