Praça dos Três Poderes

Praça dos Três Poderes

A Praça dos Três Poderes foi projetada por Oscar Niemeyer e Lúcio Costa. Lá estão o Palácio do Itamaraty, o Palácio do Planalto, o Palácio da Justiça, o Supremo Tribunal Federal, o Congresso Nacional, o Panteão da Liberdade e Democracia e o Espaço Lúcio Costa.
No prédio do Congresso Nacional, destacam-se as duas conchas, uma côncava – a do Senado Federal – e a outra convexa – a da Câmara dos Deputados – simbolizam o poder e a relação de contrapesos implícita no sistema bicameral.

O conjunto se completa com dois prédios verticais, na forma da letra H, onde funciona a parte administrativa das duas casas legislativas.

O Palácio do Planalto é a sede do Poder Executivo e abriga o gabinete do presidente da República e a sede administrativa presidencial.

O Supremo Tribunal Federal, sede do Poder Judiciário, que parece flutuar, compõe-se de três pavimentos. No primeiro, há duas entradas: a principal para receber convidados e o público em geral e, no lado oposto, a privativa, para ministros e funcionários da casa.



Artigos relacionados

Mangal das Garças

Fotografia por Leo Soares O Parque Naturalístico Mangal das Garças é o resultado da revitalização de uma área de cerca de 40.000 metros quadrados às margens do Rio Guamá, nas franjas do centro histórico de Belém, capital do Pará. Criado

O pórtico na praça do Patriarca

No centro de uma das praças mais antigas de São Paulo – a do Patriarca, que começou a ser construída em 1912 e cujo nome relembra  José Bonifácio de Andrada e Silva, uma iniciativa da Associação Viva o Centro levou à implantação

Aterro do Flamengo

O chamado Aterro do Flamengo, que ocupa a orla da baía de Guanabara – entre o Aeroporto Santos Dumont e a enseada de Botafogo datam da década de 1950 (o parque foi projetado entre 1954 a 1959), mas suas obras só começaram em 1961, no governo de Carlos Lacerda.

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta