Prefeitura de São Paulo planeja retirar mosaicos portugueses de calçadões

Prefeitura de São Paulo planeja retirar mosaicos portugueses de calçadões

As pedras devem ser substituídas por concreto a partir de janeiro. A justificativa da prefeitura é de que o novo piso facilita a acessibilidade e tem menor custo de manutenção – cerca de 6 vezes mais barato.

De acordo com a prefeitura, o projeto será dividido em três etapas; a primeira está prevista para começar no dia 02 de janeiro e terminar no dia 25 do mesmo mês. A estimativa é que as obras custem cerca de R$30 milhões.

A mudança deve ocorrer primeiramente nas ruas Doutor Miguel Couto, São Bento, Três de Dezembro, João Brícola e a Praça Antônio Prado. São 11,5 mil metros de calçadão.

A proposta é a mesma aplicada na Avenida Paulista, onde as pedras portuguesas só foram preservadas em frente aos prédios tombados. O proposta, contudo, ainda precisa ser aprovada pelos conselhos de preservação do patrimônio municipal estadual.



Artigos relacionados

Balkrishna Doshi vence o Prêmio Pritzker 2018

O júri do Pritzkter deste ano escolheu o arquiteto indiano Balkrishna Doshi, conhecido como B.V. Doshi ou Doshi, como vencedor do Prêmio Pritzker 2018. Estudante e colaborador de Le Corbusier e Louis Kahn e em atividade há mais de 70

Museu de Arte Moderna disponibiliza para download “Brazil Builds”

Em 13 de janeiro de 1943, cidadãos de Nova Iorque – e, de modo geral, arquitetos de todo o mundo – puderam conhecer a arquitetura brasileira. Brazil builds : architecture new and old, 1652-1942 foi a exposição realizada pelo MoMA

Modernismo na Arquitetura

Na metade do século XX, a arquitetura brasileira foi descoberta por críticos e jornalistas de vários países. A grande surpresa era o surgimento de edificações que pareciam desfrutar de maior  liberdade formal, leveza e uso de materiais e de curvas,

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta