Prefeitura planeja ciclovias nas principais avenidas de São Paulo

Prefeitura planeja ciclovias nas principais avenidas de São Paulo

Avenidas como a Brasil, Doutor Arnaldo, Inajar de Souza, Teotônio Vilela, Salim Farah Maluf e um trecho da Marginal Pinheiros são algumas vias que podem ganhar ciclovias ou ciclofaixas até 2020. É o que mostra o mapa divulgado pela prefeitura de São Paulo para expor o novo Plano de Cicloviário.

De acordo com a administração Covas, a meta é implantar 173,3 quilômetros de infraestrutura para os ciclistas até o fim da gestão, além de requalificar 310,6 quilômetros. Para apresentar o plano e colher sugestões, serão realizadas dez audiências públicas nas diversas regiões da cidade durante os meses de maio e junho.

Como meta, o plano propõe “reconhecer definitivamente a bicicleta como modo de transporte, consolidando uma rede cicloviária abrangente, segura e integrada.” Dentre várias referências, o texto utiliza documentos elaborados em gestões anteriores, como o Plano Diretor Estratégico, de 2014, e o Plano de Mobilidade urbana, de 2015.

 

Texto: Estadão

 



Artigos relacionados

Em São Paulo, parques naturais municipais estão abandonados desde maio

Não há quem vigie os parques naturais municipais de São Paulo desde maio deste ano. A empresa responsável, a Atlântico Sul Vigilância e Segurança EIRELI, abriu falência em abril. Em maio seus funcionários abandonaram os postos na capital e desde então as unidades de conservação da cidade estão sem vigilância.

Edifício Altino Arantes – o Banespão

Foi Ademar de Barros, como governador eleito, que em 1947 celebrou, por fim, a inauguração do Edifício Altino Arantes. Depois de oito anos de construção, o prédio hoje conhecido como Banespa – sede do Banco do Estado de São Paulo

Hidroanel de São Paulo, um outro rumo para a cidade

O projeto do Hidroanel de São Paulo, previsto para 2040, pode mudar radicalmente a dinâmica da cidade e a relação dos cidadãos com os rios.

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta