Proposta para aumentar altura dos prédios em São Paulo será levada à Câmara

Proposta para aumentar altura dos prédios em São Paulo será levada à Câmara

A gestão de João Doria (PSDB), atual prefeito de Sao Paulo, quer permitir o aumento da altura máxima de prédios em ruas tranquilas da capital – vias sem acesso direto a transporte público. Atualmente, o limite é de 28 metros, o que equivale a cerca de oito andares. Essa altura foi decidida em março de 2016 com a revisão da Lei de Uso e Ocupação do Solo, durante a gestão de Fernando Haddad (PT).

A medida foi adotada com a proposta de evitar perda da qualidade de vida no centro dos bairros –  ideia que foi derrubada pela secretária de Urbanismo e Licenciamento da capital, Heloisa Proença. Entre os argumentos utilizados por Haddad estava a intenção de não saturar o trânsito dos bairros e evitar que construções baixas, como casas, perdessem alguns aspectos naturais, como a luz do sol em determinados picos. Proença insiste que a regra vigente não é condizente. Todavia, a mudança na regra deve ser enviada para votação na Câmara até o fim do ano.

A nova proposta da gestão Doria faz parte do programa Centro Novo, lançado na terça-feira (20). O projeto visa resgatar a ideia de “cidade para as pessoas” ao propor a criação de bulevares, a construção de edifícios icônicos e a criação de uma linha que funcionará como ônibus turístico. A intervenção foi oferecida à Prefeitura pelo Secovi/SP, sindicato que representa o setor imobiliário, e teve a colaboração do escritório do arquiteto Jaime Lerner.



Artigos relacionados

Conheça as principais diretrizes do Código de Ética dos arquitetos e urbanistas

Preparamos uma lista de 6 diretrizes do Código de Ética e Disciplina do CAU/BR que você precisa conhecer, mesmo não sendo um arquiteto.

SP: O Plano Diretor e as caminhadas urbanas. Vai ficar melhor andar a pé pela cidade? por Mauro Calliari

A primeira boa notícia é que a “ampliação e requalificação dos espaços públicos” é um dos 17 objetivos estratégicos para a cidade.

Estudantes brasileiros vencem Prêmio global da Schindler

A premiação, que aconteceu no dia 25 de abril, no Monte Líbano, em São Paulo, teve como tema soluções de arquitetura e design urbano para a área do Ceagesp, de 700 mil metros quadrados. A equipe vencedora, que recebeu um

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta