Proposta para aumentar altura dos prédios em São Paulo será levada à Câmara

Proposta para aumentar altura dos prédios em São Paulo será levada à Câmara

A gestão de João Doria (PSDB), atual prefeito de Sao Paulo, quer permitir o aumento da altura máxima de prédios em ruas tranquilas da capital – vias sem acesso direto a transporte público. Atualmente, o limite é de 28 metros, o que equivale a cerca de oito andares. Essa altura foi decidida em março de 2016 com a revisão da Lei de Uso e Ocupação do Solo, durante a gestão de Fernando Haddad (PT).

A medida foi adotada com a proposta de evitar perda da qualidade de vida no centro dos bairros –  ideia que foi derrubada pela secretária de Urbanismo e Licenciamento da capital, Heloisa Proença. Entre os argumentos utilizados por Haddad estava a intenção de não saturar o trânsito dos bairros e evitar que construções baixas, como casas, perdessem alguns aspectos naturais, como a luz do sol em determinados picos. Proença insiste que a regra vigente não é condizente. Todavia, a mudança na regra deve ser enviada para votação na Câmara até o fim do ano.

A nova proposta da gestão Doria faz parte do programa Centro Novo, lançado na terça-feira (20). O projeto visa resgatar a ideia de “cidade para as pessoas” ao propor a criação de bulevares, a construção de edifícios icônicos e a criação de uma linha que funcionará como ônibus turístico. A intervenção foi oferecida à Prefeitura pelo Secovi/SP, sindicato que representa o setor imobiliário, e teve a colaboração do escritório do arquiteto Jaime Lerner.



Artigos relacionados

Projeto “Volume Vivo” investiga a crise hídrica do estado de São Paulo

Preocupado com a pior crise hídrica que a cidade de São Paulo vive nos últimos 80 anos, o cineasta Caio Ferraz resolveu fazer uma série de mini documentários sobre o assunto para explicar as múltiplas causas da falta de água.

Restauração do Teatro Cultura Artística deve começar ainda nesse ano

O Teatro, que foi parcialmente incendiado em 2008, será reconstruído a partir do fim do ano, de acordo com a Sociedade de Cultura Artística. Fundada em 1912, a Sociedade visa promover e divulgar obras de artes plásticas e performáticas –

Arquiteturas: Ribeira

O bairro do Ribeira, na zona portuária de Natal, tem uma extensa história de boemia e vida noturna. Seu auge foi durante a Segunda Guerra, devido à forte presença de soldados americanos. Com a decadência industrial e a mudança do

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta