Região Metropolitana de São Paulo

Região Metropolitana de São Paulo

A Região Metropolitana de São Paulo (RMSP) é o maior pólo de riqueza nacional.   O decreto que institucionalizou o Sistema de Planejamento e Administração Metropolitana – Spam tem 37 anos. Mas como seus organismos não foram adaptados às regras das novas constituições federal e estadual, os organismos metropolitanos não funcionam plenamente. Tramita na Assembléia Legislativa um projeto para regulamentar a região que tem 39 municípios.

Originalmente, a coordenação das ações que interferem na vida desses municípios deveria ser feita por dois conselhos:

  • Conselho Consultivo Metropolitano de Desenvolvimento Integrado – Consulti
  • Conselho de Desenvolvimento da Região Metropolitana da Grande São Paulo – Codegran

Na máquina estadual, as ações são responsabilidade da Secretaria de Estado dos Negócios Metropolitanos – SNM, como unidade coordenadora e operadora, tendo três braços operacionais:

  • Empresa Paulista de Planejamento – Emplasa (que ultrapassa os limites da RMSP)
  • Fundo Metropolitano de Financiamento e Investimento – Fumefi
  • Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo S.A. – EMTU.

Artigos relacionados

Grandes metrópoles, um território desafiador para arquitetos e urbanistas

A metropolização da vida humana é um processo irreversível. Apesar de todos os problemas, as grandes cidades continuam a atrair gente, negócios, talentos e novas construções. Muitas delas já deixaram de crescer vertiginosamente, mas não sem antes alcançarem a casa

A região metropolitana do Rio de Janeiro

A região metropolitana do Rio de Janeiro é composta por 17 municípios: Rio de Janeiro, Belford Roxo, Duque de Caxias, Guapimirim, Itaboraí, Japeri, Magé, Nilópolis, Niterói, Nova Iguaçu, Paracambi, Queimados, São Gonçalo, São João de Meriti, Seropédica, Mesquita e Tanguá,.

Avenida Paulista é considerada pólo cultural em são Paulo

Ao longos dos 126 anos de existência foram construídas casas, escritórios, lojas, parques, restaurantes, estações de metrô, ciclovias, centros de serviço e comércio, etc. Hoje, a Avenida Paulista, localizada no centro da capital paulista, atingiu a categoria de polo cultural.

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta