Restauração do Teatro Cultura Artística deve começar ainda nesse ano

Restauração do Teatro Cultura Artística deve começar ainda nesse ano

O Teatro, que foi parcialmente incendiado em 2008, será reconstruído a partir do fim do ano, de acordo com a Sociedade de Cultura Artística. Fundada em 1912, a Sociedade visa promover e divulgar obras de artes plásticas e performáticas – exposições, concertos, recitais, conferências, espetáculos teatrais e de dança.

Com a interdição do Teatro após o incidente, as performances passaram a ser realizadas na Sala São Paulo. A previsão é de que até 2021 o edifício seja reinaugurado e as atividades sejam retomadas no local.  

O novo prédio, locado no mesmo endereço, próximo à Praça Roosevelt, no centro da capital paulista, terá suas proporções mantidas: quatro andares e 7,6 mil metros quadrados de área construída. Na fachada, o maior painel existente de Di Cavalcanti foi recuperado, assim como os foyers do primeiro e segundo andares.

Nas laterais do piso térreo, as lojas idealizadas por Rino Levi serão utilizadas como café e livraria com entrada interna e externa. No total serão quatro salas multiuso, que receberão atividades como ensaios, cursos, palestras e eventos; além de duas salas de música. A principal, com capacidade para 750 pessoas, receberá espetáculos de músicas acústicas e sonorizadas. A segunda comportará apenas 150 lugares, contudo, será a primeira em São Paulo a oferecer condições de excelência para formação de câmara de até 80 músicos.

Segundo a Sociedade, o orçamento da primeira parte do projeto de restauração será de 30 milhões. O restante dos recursos será captado por meio da Lei Rouanet e de doações.



Artigos relacionados

Proposta para Parque Augusta transforma Cyrella e Setin em zeladoras da Praça Roosevelt

O prefeito de São Paulo, João Doria Junior (PSDB) pretende dar novo destino ao parque Augusta. Após reunião em Xangai, na China, o prefeito declarou que a negociação com as empresas Cyrella e Setin quanto a criação do Parque Augusta incluirá

Porta para a gente “diferenciada” por Plínio Bortolotti

EM EDIFÍCIO DE NOVA YORK RICOS E DESPOSSUÍDOS viverão juntos, porém separados; prédio de luxo terá um “portão dos pobres”.

Conjunto Habitacional do Pedregulho

O conjunto chama atenção na paisagem do bairro de São Cristóvão, na cidade do Rio de Janeiro. Foi criado originalmente para ser moradia dos funcionários do Distrito Federal, antigo estado da Guanabara.

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta