UIA divulga identidade visual oficial do Dia Mundial da Arquitetura 2019

UIA divulga identidade visual oficial do Dia Mundial da Arquitetura 2019

A União Internacional dos Arquitetos (UIA) divulgou o resultado da Competição Mundial de Posters de Arquitetura 2019. A obra da arquiteta Huda Gharandouqa, da Jordânia, foi selecionada para ser a identidade visual oficial para todas as atividades relacionadas ao Dia Mundial da Arquitetura, que em 2019 será celebrado no dia 07 de outubro.

O tema desta edição é “Arquitetura… habitação para todos”. Ele se concentrará em como os arquitetos podem contribuir para a realização de moradias acessíveis para todos, no contexto da Nova Agenda Urbana; e dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), especificamente o Objetivo 11, “tornar cidades e assentamentos humanos seguros, inclusivos, resilientes e sustentáveis”.

 

Poster vencedor a Competição Mundial de Posters de Arquitetura 2019. Obra da arquiteta Huda Gharandouqa, da Jordânia. Foto: UIA/Divulgação.

 

Em resposta ao enunciado selecionado, o poster em preto e branco de Gharandouqa, arquiteta vencedora do concurso, retrata um prédio com figuras humanas recortadas em suas janelas. As formas modulares “transmitem a vida urbana e ‘um senso de comunidade’, descreve a UIA. Das 100 candidaturas de todo o mundo, o júri – Sonya Dyakova (Rússia / Reino Unido), Dana Whabira (Zimbábue) e Chris Ware (EUA) – selecionaram a apresentação de Gharandouqa por seu “design impactante” e “imagens fluídas”, que chamam a atenção de longe.

Graduada em Design Arquitetônico pela Universidade Hashemite, Gharandouqa trabalha no Ministério de Turismo e Antiguidades da Jordânia. Ela disse à UIA que “as formas mais simples criam as maiores mudanças” e “dadas as terríveis condições que o mundo está enfrentando, formas básicas e padrões resilientes devem se tornar a base para a arquitetura e o desenvolvimento urbano de hoje”.

Dia Mundial da Arquitetura é celebrado tradicionalmente na primeira segunda-feira do mês de outubro. Na mesma data a Organização das Nações Unidas para os Assentamos Humanos (UN-Habitat) celebra o Dia Mundial do Habitat, criado há mais de três décadas pela Assembleia Geral da ONU, e parte de uma série de eventos que consagram outubro internacionalmente como o “Mês Urbano”.

No Brasil, o CAU deverá se incorporar na promoção do Dia Mundial da Arquitetura junto à mídia, objetivando destacar o papel dos arquitetos e urbanistas na construção de moradias dignas e espaços públicos de qualidade, como destaca o presidente do CAU/BR, Luciano Guimarães. Para o arquiteto brasileiro Roberto Simon, vice-presidente para as Américas da UIA, trata-se de mais uma ocasião para propagar a diretriz da Nova Agenda Urbana da ONU no sentido de que “ninguém deve ficar para trás”.

A entidade também promove o maior evento de Arquitetura do mundo, o Congresso Mundial dos Arquitetos. A 27ª edição do congresso acontecerá em 2020 no Rio de Janeiro, cidade que recebeu o título de Capital Mundial da Arquitetura pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO). É a primeira vez que uma cidade recebe essa designação – criada no ano passado em parceria entre a UNESCO e a União Internacional dos Arquitetos (UIA).

A UIA2020RIO vai trazer profissionais de todos os continentes para debater os rumos da profissão, renovação urbana, novas tecnologias e materiais, práticas de projeto. “Todos os Mundos, Um Só Mundo, Arquitetura 21” é o tema que estrutura a programação do evento – que já está com as inscrições abertas.

 

Texto do CAU/BR. Com informações do Archinect e da UIA2020Rio



Artigos relacionados

“As mulheres na arquitetura e a produção de cidades mais inclusivas”

SC abre ciclo de debates “As mulheres na arquitetura e a produção de cidades mais inclusivas”     Em setembro, Santa Catarina receberá a primeira edição de um evento nacional para promover a inclusão das mulheres nas cidades. O Ciclo

Prefeitura planeja ciclovias nas principais avenidas de São Paulo

Avenidas como a Brasil, Doutor Arnaldo, Inajar de Souza, Teotônio Vilela, Salim Farah Maluf e um trecho da Marginal Pinheiros são algumas vias que podem ganhar ciclovias ou ciclofaixas até 2020. É o que mostra o mapa divulgado pela prefeitura

Reforma no Museu do índio

As obras de reforma no Centro Cultural Ykuiapá, mais conhecido como Museu do Índio, devem ser retomadas ainda neste ano. Fechado há cerca de seis anos, o espaço passará por readequação do projeto arquitetônico e da planta. Representantes da Prefeitura

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta