Urbanismo

Urbanismo

Cada cidade é única. Mas toda cidade é uma promessa de um estilo de vida, para quem vive nela. O campo de estudo dedicado a entender o impacto social que nossas intervenções causam no ambiente da cidade, para torná-la melhor e mais eficiente é o urbanismo.

As cidades se assemelham a organismos vivos e são igualmente dinâmicas, modificando-se conforme os ciclos econômicos, o  que torna mais  complexo o trabalho dos urbanistas, profissionais que tratam, principalmente, do planejamento de espaços já construídos.

Entretanto, assim como o trabalho do arquiteto não pode estar dissociado da sociedade a quem seu projeto serve, o do urbanista não pode estar alheio ao tecido social da cidade…

O conhecimento acumulado dos urbanistas reforça a necessidade, muitas vezes inalcançavel, de construir a cidade ideal, e com ela, os projetos das cidades planejadas, cujas intervenções urbanísticas já estão prontas antes que elas existam.

No Brasil o exemplo mais ambicioso de projeto urbanístico é o Plano Piloto de Brasília. Goiânia, Belo Horizonte e Palmas  são exemplos, mas até cidades já consolidadas como o Rio de Janeiro já passaram por fortes reformas em seu traçado.



Artigos relacionados

Pé direito

O pé direito, em linguagem de arquiteto e construtor, corresponde à distância entre o piso e o teto.

Cura

Processo que assegura as condições ideais (ou mínimas) de umidade e temperatura nas primeiras idades do concreto (pelo menos sete  dias) e que asseguram o desenvolvimento de sua resistência e de outras propriedades. Em certos casos, usa-se a cura a

Plano Piloto de Brasília

A nova capital foi projetada com um modelo urbanístico inovador. Seu plano piloto adota os preceitos da famosa Carta de Atenas, de 1933. O documento redigido pelo arquiteto franco-suíço Le Corbusier propunha um zoneamento seletivo, com uma divisão de áreas segundo quatro funções: habitar, trabalhar, circular e recrear.

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta