Vila Itororó Canteiro Aberto

Vila Itororó Canteiro Aberto

Localizada entre os bairros da Liberdade e da Bela Vista, na região central de São Paulo, a Vila Itororó reside; resiste.

Idealizada por Francisco de Castro, ela possui mais de dez edificações construídas ao longo do século XX para fins residenciais e de lazer. Ela foi tombada como patrimônio pelo CONPRESP em 2002 e pelo CONDEPHAAT em 2005. No ano seguinte foi decretada área de utilidade pública, tendo sido desapropriada pelo governo do Estado e pela prefeitura de São Paulo para fins culturais.

A restauração da Vila Itororó, iniciada em 2013, é realizada através de uma parceria entre a Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo e o Instituto Pedra. Enquanto realiza os levantamentos arquitetônicos do conjunto da Vila, projetos complementares e a execução das obras de restauro, o Instituto abriu o canteiro de obras, com o objetivo de compartilhar o conhecimento gerado no local e de debater coletivamente os seus usos futuros.

A ideia do projeto Vila Itororó Canteiro Aberto é que o espaço funcione em paralelo às obras de restauração; que a obra em si funcione como um ambiente de aprendizado para aqueles que buscam conhecer o espaço em transformação. Por meio do site da  Vila Itororó é possível resgatar lembranças de pessoas que moraram no local. As famílias que ali viveram, após anos de luta e resistência, foram realojadas em habitações sociais, permanecendo na região central da cidade.

Histórias que traduzem o encanto do local, resumido nas formas arquitetônicas exuberantes, no modo de conservação do espaço, na imagem do local como um centro urbano e social, na ideia de um aglomerado vivo, um conjunto que respira por si só.

Tópicos abordados pelas professoras Sarah Ferldman e Ana Castro no livro Vila Itororó – Uma história em três atos. Em fevereiro de 2018 foi lançado a segunda edição dessa obra, que apresenta uma pesquisa minuciosa cujo objetivo é contextualizar os diversos momentos da construção da Vila.

 

Para acessar a versão digital do livro, clique aqui

 



Artigos relacionados

Arquiteturas: Ribeira

O bairro do Ribeira, na zona portuária de Natal, tem uma extensa história de boemia e vida noturna. Seu auge foi durante a Segunda Guerra, devido à forte presença de soldados americanos. Com a decadência industrial e a mudança do

Patrimônio histórico é o tema do 1º Concurso de Fotografia do CAU/GO

Estão abertas as inscrições para o 1º Concurso Público Nacional de Fotografia do CAU/GO, que tem como tema “Patrimônio Histórico na Arquitetura e Urbanismo”. As imagens serão recebidas até as 16 horas do dia 24 de setembro, na sede do

Prefeitos manifestam preocupação com extinção do Ministério das Cidades

Futuro governo pode unir Integração Nacional, Cidades e Turismo A ideia do presidente da República eleito, Jair Bolsonaro,  de extinguir ou diminuir ministérios é motivo de preocupação dos prefeitos, especialmente se atingir o Ministério das Cidades.   A preocupação foi manifestada

Um comentário

Escreva um comentário
  1. michellegeorge
    michellegeorge 15 julho, 2018, 18:53

    Thank you for your blog post.Really thank you! Awesome.

    Responda este comentário

Escreva um comentário

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: