Alvaro Puntoni e a Arquitetura do Vazio

Alvaro Puntoni e a Arquitetura do Vazio

Alvaro Puntoni, arquiteto pela FAU-USP, nasceu em São Paulo, em 1965. Leciona na mesma instituição onde se formou, na Escola da Cidade e na FAU-Mackenzie, além de sócio do escritório GrupoSP. Projetou a nova sede do SEBRAE em Brasília e o Anexo do Museu do Ouro em Sabará, Minas Gerais.

Alvaro Puntoni concedeu entrevista ao portal Arquitetura para Todos, do CAU/BR e conversou com Paulo Markun sobre a Arquitetura do Possível, a Arquitetura do Vazio e uma reflexão sobre os limites e as possibilidades da profissão.

 

 

Temas:
00:00 Fracasso do desígno da arquitetura e urbanismo?
01:12 Especulação imobiliária em Marte
02:29 Arquitetura do Vazio
04:33 Metáfora do Vaso
05:22 Ítalo Calvino – Cidades Invisíves
06:09 Projetar na cidade de São Paulo
06:55 Arquitetura do Possível
07:27 Limites da condição brasileira
08:38 Imperialismo vs. Globalização
09:39 O arquiteto pode aprender com a sociedade?
10:16 Contribuição da cultura popular: lajes nas favelas



Artigos relacionados

O futuro da arquitetura, por Alvaro Puntoni

Entrevistado pelo portal Arquitetura para Todos do CAU/BR, Alvaro Puntoni fala a Paulo Markun sobre o futuro da arquitetura e sua interação com a sociedade, a política e a necessidade de repensarmos a ocupação do solo. Puntoni, arquiteto pela FAU-USP,

Copan, um bom exemplo, por Dal Pian Arquitetos

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=uPX-8FoZiBY&w=832&h=h468] O edifício Copan, projeto de Oscar Niemeyer, é um dos bons exemplos de arquitetura, na visão de Renato e Lilian Dal Pian, do escritório Dal Pian Arquitetos. Temas: 00:00 Porquê há poucos exemplos de boa arquitetura em São Paulo?

O que é arquitetura, segundo Luciano Margotto

O arquiteto Luciano Margotto, professor da Escola da Cidade e sócio do escritório República Arquitetos adota o conceito desenvolvido por Lúcio Costa. Arquitetura é construção com intenção.

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta