Arquiteturas: Arcos da Lapa

Arquiteturas: Arcos da Lapa

Antes da boemia, dos bares, do samba e dos bondes de Santa Tereza, os famosos Arcos da Lapa serviam a um Rio de Janeiro bem diferente, uma cidade pequena, colonial, sem saneamento e que, portanto, precisava das águas do Rio Carioca para abastecimento público. Os Arcos são a maior obra arquitetônica do período colonial no Brasil e cartão postal da cidade. Hoje a Lapa foi revitalizada pela música de sua história boêmia e por onde passava a água agora passam os trilhos do bonde, que foi reformado.

Para conhecer melhor essa história, veja o episódio da série Arquiteturas sobre o bairro:



Artigos relacionados

Lucio Costa: “Registros de uma vivência”

A obra autobiográfica, que apresenta a trajetória profissional e o pensamento de um dos maiores arquitetos e urbanistas brasileiros, será relançada pela Editora 34. O lançamento acontecerá no dia 7 de novembro, às 19h, na livraria da Travessa de Ipanema,

Em São Paulo, parques naturais municipais estão abandonados desde maio

Não há quem vigie os parques naturais municipais de São Paulo desde maio deste ano. A empresa responsável, a Atlântico Sul Vigilância e Segurança EIRELI, abriu falência em abril. Em maio seus funcionários abandonaram os postos na capital e desde então as unidades de conservação da cidade estão sem vigilância.

Exposição sobre arquitetura Contemporânea da Amazônia

Projeto do Espaço Cultural José Gomes Sobrinho, em Palmas, é destaque em Exposição sobre arquitetura Contemporânea da Amazônia   A Galeria Municipal de Artes, no Espaço Cultural José Gomes Sobrinho, recebe de 11 de abril a 03 de maio, a

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta