Conheça as principais diretrizes do Código de Ética dos arquitetos e urbanistas

Conheça as principais diretrizes do Código de Ética dos arquitetos e urbanistas

Para cumprir as normas estabelecidas na lei que regulamentou a profissão de arquiteto, o CAU/BR, entidade de classe que regulamenta a profissão, estabeleceu o Código de Ética e Disciplina da categoria. Todos os arquitetos brasileiros devem conhecer os princípios, regras e recomendações previstas neste documento. Mas e quem não é arquiteto e não tem tempo de ler um documento que não rege sua profissão?

Nós do portal Arquitetura e Urbanismo para Todos consideramos que todas as diretrizes do código são importantes, entretanto fizemos uma série de vídeos explicando seis diretrizes que consideramos cruciais e que trazem em si a essência das intenções defendidas pelo Código de Ética. Por isso recomendamos que sejam conhecidas amplamente pela população, principalmente por quem planeja contratar serviços de arquitetura futuramente.

Acesse o código pela página do CAU/BR, ou diretamente também por este link.

 

 

Obrigações gerais

Princípios

1.1.3. O arquiteto e urbanista deve reconhecer, respeitar e defender as realizações
arquitetônicas e urbanísticas como parte do patrimônio socioambiental e cultural,
devendo contribuir para o aprimoramento deste patrimônio.

Obrigações com o interesse público

Regras:

2.2.1. O arquiteto e urbanista deve considerar o impacto social e ambiental de suas
atividades profissionais na execução de obras sob sua responsabilidade.

2.2.7. O arquiteto e urbanista deve adotar soluções que garantam a qualidade
da construção, o bem-estar e a segurança das pessoas, nos serviços de sua autoria e
responsabilidade.

Obrigações para com os colegas

Regras:

5.2.2. O arquiteto e urbanista deve declarar-se impedido de oferecer vantagem ou
incentivo material ou pecuniário a outrem, visando favorecer indicação de eventuais futuros
contratantes.

5.2.3. O arquiteto e urbanista deve estipular os honorários ou quaisquer remunerações
apenas quando solicitado a oferecer serviços profissionais.

Obrigações com o CAU

Regras:

6.3.3. O arquiteto e urbanista deve empenhar-se no conhecimento, na aplicação,
no aperfeiçoamento, na atualização e na divulgação deste Código de Ética e Disciplina,
reportando ao CAU e às entidades profissionais as eventuais dificuldades relativas a sua
compreensão e a sua aplicabilidade cotidiana.



Artigos relacionados

FAU USP disponibiliza acervo gratuito de projetos arquitetônicos

A Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo  desenvolveu no ano de 2019 um acervo, baseado na plataforma Omeka – que segue o padrão Dublin Core de metadados-, com o intuito de aglutinar as produções gráficas e

Empresa alemã é a primeira a desenvolver elevador sem cabos

A empresa ThyssenKrupp conseguiu desenvolver uma tecnologia que permite a mobilidade do elevador Multi  na horizontal e na vertical, sem a necessidade de cabos. O projeto foi inspirado nas invenções de “Willy Wonka”, do filme A Fantástica Fábrica de Chocolate.

Rio de Janeiro será primeira Capital Mundial da Arquitetura

O Conselho da União Internacional dos Arquitetos (UIA), reunido em Oaxaca (México), aprovou nesta sexta-feira, 18 de maio, por unanimidade, a nomeação da cidade do Rio de Janeiro a Capital Mundial da Arquitetura UIA/UNESCO 2020. A obtenção do título faz

2 comentários

Escreva um comentário
  1. Leandro Mascarenhas
    Leandro Mascarenhas 17 agosto, 2014, 22:44

    Parabéns ao CAU pela iniciativa. Apenas senti falta de um link disponibilizando o código de ética em pdf.

    Responda este comentário

Escreva um comentário

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: