Concurso para estudantes premiará melhor arquitetura e design para Complexo da Maré, no Rio de Janeiro

Concurso para estudantes premiará melhor arquitetura e design para Complexo da Maré, no Rio de Janeiro

Concurso Internacional de Ideias Maré-Cidade, uma iniciativa apoiada pelo Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos, ONU-Habitat, faz parte do 27º Congresso Mundial de Arquitetos – UIA2020RIO, que ocorrerá no Rio de Janeiro, de 19 a 23 de julho de 2020. As inscrições estão abertas até 30 de março de 2020.

Direcionado a estudantes de Arquitetura e Urbanismo de todo o mundo, o concurso premiará projetos que proponham soluções inovadoras de arquitetura e design urbano para integrar as comunidades do Complexo da Maré, na Zona Norte do Rio de Janeiro, com o restante da cidade, levando em conta os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas.

Serão oferecidos prêmios em dinheiro – nos valores de €3 mil, €2 mil e €1 mil – aos três primeiros colocados; outros três projetos serão destacados com Menções Honrosas. O anúncio dos vencedores acontecerá em 1º de junho de 2020 e as soluções ganhadoras serão apresentadas ao público durante o 27º Congresso Mundial de Arquitetos, em uma exposição, a partir de 21 de julho.

 

O edital, assim como mais informações sobre o concurso, você confere no site da UIA.



Artigos relacionados

Morre arquiteto e urbanista Paulo Casé, aos 87 anos

Paulo Casé faleceu na segunda-feira, 27 de agosto. Há cerca de um mês, o arquiteto e urbanista estava internado, após sofrer um AVC. Casé deixa quatro filhos, cinco netos e esposa. O velório será amanhã, a partir de 12h, no

Novo Centro de Arquitetura de Chicago deve ser inaugurado em 2018

O novo edifício, projetado pelo arquiteto Mies van der Rohe às margens do rio Chicago, terá mais de 1.800 metros quadrados. O local abrigará uma série de exposições e propostas educacionais. E para desenvolver o espaço destinado a essas atividades,

Justiça suspende criação do Parque Augusta

Após o Ministério Público questionar a constitucionalidade de lei que cria o parque, alegando falta de estudos sobre impactos urbanísticos na cidade, a Justiça suspendeu em caráter provisório a lei municipal de São Paulo que cria o Parque Minhocão. O

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta