Exposição Lina Bo Bardi

Exposição Lina Bo Bardi

A exposição Lina Bo Bardi Drawing, da Fundació Joan Miró, que acontece entre os dias 15 de fevereiro e 26 de maio, é sobre o profundo senso de conexão que a artista Lina Bo Bardi (1914-1992) tinha com o desenho. Ela nunca reivindicou o desenho para ser uma linguagem artística independente, mas ela abraçava isso com um propósito artístico. Desenhar para ela era ambos, um substantivo e um verbo, resultado e processo, objeto e relacionamento.

Ao longo de sua vida, Bo Bardi coletou mais de 6.000 de seus desenhos e notas gráficas em seu arquivo pessoal, em são Paulo. Esse volume lança luz em uma pequena, mas cuidadosamente organizada seleção de 100 dessas imagens, ilustrando o largo e rico alcance de seu pensamento e sua produção.

 

Lina Bo and Carlo Pagani, Child’s Room Furniture Study for Mondadori Residence, 1945. Watercolour, gouache, pencil, Indian ink and colour pencil on card stock, 37.7 x 53.8 cm © Instituto Lina Bo e P. M. Bardi

 

 

Segundo o curador Zeuler Rocha Lima, essa exibição não tem a intenção de fornecer uma interpretação geral dos desenhos de Lina ou uma seleção do que pode ser confundido com suas peças mais visualmente atraente. Ao contrário disso, oferece uma concisa genealogia e uma constelação de imagens, convidando o visitante a estar em contato próximo com a grande variedade de desenhos dela e para formar livres associações entre as diversas facetas de seu trabalho.

Enquanto proficiência no desenho à mão perdeu a proeminência na arte em geral e na arquitetura praticada no particular, os desenhos de Lina Bo Bardi continuam como uma fresca lembrança da importância e valor da liberdade, pensamento autêntico e da talentosa e educada mão.

 

 

Texto e imagem: Fundació Joan Miró

 



Artigos relacionados

Prêmio Mulheres na Arquitetura 2019

Foi liberada a lista de arquitetas nomeadas para o prêmio Arquiteta do Ano e o Prêmio Moira Gemmill por Arquitetura Emergente. A lista contempla arquitetas da Suíça, Espanha, Irlanda, França, dos Países Baixos e da China, que trabalham em projetos

Edifício em São Paulo é eleito um dos melhores do mundo

O edifício Forma Itaim, na Vila Nova Conceição, Zona Sul de São Paulo, aparece na lista dos melhores prédios mais altos do mundo em 2019. Ele venceu na categoria abaixo de 100 metros de altura, na eleição do Conselho de

A Casa de Jajja

A arquiteta brasileira Mariana Montag, recém formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, criou um projeto que visa a construção de casas por e para mulheres da zona rural de Uganda. Jajja Nonnono Imaculate, de 75 anos, é a primeira beneficiada com

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta