Inaugurado o primeiro edifício brasileiro assinado por Norman Foster

Inaugurado o primeiro edifício brasileiro assinado por Norman Foster

São 21 andares e uma vista de arrepiar. De um lado a Baía de Guanabara, de outro o morro da Providência, o relógio da Central do Brasil, o Pão de Açúcar e o Corcovado. O Aqwa Corporate, projetado pelo arquiteto Norman Foster, vencedor de um prêmio Pritzker, o Nobel da arquitetura, será inaugurado nesta quinta-feira (19).

Na entrada, um pátio aberto ao público. O térreo é ocupado com lojas e cafés, enquanto fica reservado ao último andar o sky lobby, com uma vista de 180°. Norman Foster faz uso de recursos sustentáveis no projeto: a inclinação de 20° do prédio faz com que a luz solar não incida diretamente nas janelas, o que ameniza o calor e melhora a acústica. O ambiente panorâmico quase dispensa a luz artificial durante o dia. O prédio possui uma estação, que coleta a água de chuva para irrigar jardins e ser utilizada em banheiros

Até o momento, sete empresas mostraram interesse em se mudar para o novo edifício, mas ainda não foram fechados contratos de locomoção. A abertura do novo edifício, localizado no centro do Rio de Janeiro, será marcada pelo evento Casa Cor Rio 2017, que começa na terça-feira, 30 de novembro.



Artigos relacionados

FAU-USP fica entre as 40 melhores faculdades de Arquitetura e Urbanismo do mundo

A faculdade de arquitetura e urbanismo da USP ficou na 37ª posição na lista das 100 melhores do ano de 2016

Em São Paulo, parques naturais municipais estão abandonados desde maio

Não há quem vigie os parques naturais municipais de São Paulo desde maio deste ano. A empresa responsável, a Atlântico Sul Vigilância e Segurança EIRELI, abriu falência em abril. Em maio seus funcionários abandonaram os postos na capital e desde então as unidades de conservação da cidade estão sem vigilância.

Circuito Urbano tem mais de 160 eventos em outubro

Neste mês de outubro, acontecerão no Brasil mais de 160 eventos organzados por instituições do setor público, Ongs, universidades e empresas privadas, que buscam responder a uma só pergunta – crucial, diga-se de passagem: “Como a inovação pode aprimorar serviços

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta