Jorge Wilheim no Roda Viva

Jorge Wilheim no Roda Viva

 

Nascido em Trieste, na Itália, em 1928, descendente de húngaros, Jorge Wilheim migrou para o Brasil aos 22 anos. Formou-se pela Universidade Presbiteriana Mackenzie em São Paulo. Entre seus primeiros projetos estão Parque Anhembi, o Hospital Albert Einstein e o Clube Hebraica.

Em 1954, fez o projeto urbanístico da cidade de Angélica (MT), para 15 mil habitantes. Três anos mais tarde, participou do  concurso do ante-projeto de Plano Diretor de Brasília. Foi o responsável ainda pela reurbanização do Pátio do Colégio e do Anhangabaú e pela Cidade Industrial de Londrina.

Além da arquitetura, teve uma intensa vida pública como secretário estadual de Economia e Planejamento de São Paulo (1975-1979), secretário municipal de Planejamento paulistano (1983-1986 e 2001-2004), secretário Estadual de Meio Ambiente (1987-1991) e presidente da Empresa Metropolitana de Planejamento de Grande São Paulo (1991-1994). Assumiu, ainda, a presidência da Fundação Bienal de São Paulo, em 1985.



Artigos relacionados

Lei Rouanet passará a valer para projetos de arquitetura e urbanismo

O projeto foi oficializado em fevereiro de 2016 e aguarda regulamentação

Especial Dia da Mulher: Elisabete França

Elisabete é arquiteta e urbanista nascida em Curitiba. Atualmente é diretora do Studio2E Ideias Urbanas e professora em cursos de graduação e especialização, em instituições como a Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP) e o núcleo de estudos USPCidades. Entre 1993 e 2000, coordenou o Programa de Saneamento Ambiental da Bacia do Guarapiranga, respondendo pela urbanização de mais de 100 favelas, entretanto, sua atuação recente mais conhecida aconteceu durante sua gestão como Superintendente da Secretaria Municipal de Habitação de São Paulo, entre 2005 e 2012.

Rosa Kliass é a primeira mulher a receber Colar de Ouro do IAB

O Colar de Ouro do IAB é o símbolo maior de reconhecimento da entidade à contribuição inestimável de profissionais brasileiros à arquitetura e urbanismo. Nada mais justo que a primeira mulher a recebê-lo fosse Rosa Kliass, que foi também a

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta