Morre arquiteto e urbanista Paulo Casé, aos 87 anos

Morre arquiteto e urbanista Paulo Casé, aos 87 anos

Paulo Casé faleceu na segunda-feira, 27 de agosto. Há cerca de um mês, o arquiteto e urbanista estava internado, após sofrer um AVC. Casé deixa quatro filhos, cinco netos e esposa. O velório será amanhã, a partir de 12h, no Memorial do Carmo, onde o corpo será cremado, às 16h.

“Paulo Casé contribuiu, através de seu trabalho, para o atual desenho da cidade do Rio de Janeiro. Autor de projetos hoteleiros de grande visibilidade, como o Le Méridien, atual Hilton, no Leme, o colega teve atuação de destaque em programas de urbanização como Favela Bairro da Mangueira. Casé conseguiu aliar funcionalidade e estética em sua produção arquitetônica, características que lhe renderam grande projeção na profissão”, afirmou o presidente do CAU/RJ, Jeferson Salazar.

Entre os projetos de sua autoria estava o hotel Hotel Merriot, em Copacabana. Casé também foi responsável pelos projetos Cidade das Crianças, em Santa Cruz; Rio-Cidade Bangu e Ipanema, entre outros.

Via CAU/RJ



Artigos relacionados

Encontro no Conjunto Nacional homenageia David Libeskind

Para homenagear o que seria o 90º aniversário de David Libeskind, o jornalista e escritor Raul Juste Lores e o engenheiro civil Marcelo Libeskind, filho do arquiteto, organizam um encontro no dia 24 de novembro, às 15h, no Espaço Deck

Jaime Lerner é eleito 2º urbanista mais influente da história

Jaime Lerner foi eleito pela revista Planetizen o segundo urbanista mais importante do mundo. O curitibano é o único brasileiro a figurar na lista dos 100 urbanistas mais influentes de todos os tempos elaborada pela publicação dos EUA. Hoje com 80

A soma será melhor por Sérgio Magalhães

A nova cidade precisará se somar à cidade existente ficando onde está. Ao invés de dispersar as construções, concentrar e manter a população.

Sem comentários

Escreva um comentário
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar esta postagem.

Escreva um comentário

Deixe uma resposta